Super Hiper Mega Banner

#057-Ero-guro - erótico grotesco

Para quem não conhece, Suehiro Maruo é um desenhista de mangá underground mais conhecido do Japão. Este é o segundo mangá que a editora Conrad lança. O primeiro foi "O vampiro que ri", que é muito bom. Diferente do lançamento anterior, Ero-guro tem nove histórias. E elas não são necessariamente de horror e sim de sexo... bizarro!

Essas são as histórias, na ordem: Noite podre; O garoto da latrina; Uma temporada no inferno; Receita para uma sopa de merda; O grande masturbador; Noite podre / O corvo de Édipo; O paraíso do garoto da latrina; O voyeur do sótão; A cidade que sucumbe.

As histórias falam de apenas de
perversões sexuais. Adolescentes que comem excrementos, o jovem com tesão pela avó que está morrendo e outros temas estranhos. O último conto (A cidade que sucumbe) é o maior de todos e é sobre um anão que persegue uma mulher casada. Se o objetivo é chocar, esse foi o que mais conseguiu porque têm cenas violentas e um clima muito sombrio e pesado! Terrível! Me lembrou bastante um conto dos irmãos Grimm chamado "O junípero" Por ser o maior, foi o mais bem trabalhado e os personagens foram desenvolvidos melhor!

O traço de Suehiro Maruo é diferente do padrão mangá. Os olhos não são imensos e reluzentes. Os personagens são desenhados como se fossem humanos mesmo e é bem realista. Considero bem trabalhado porque é cheio de detalhes e muitos símbolos. Ero-guro é uma obra forte e polêmica. A edição da editora Conrad está de parabéns, muito bem feita. Cotação do Dai: ***1/2

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.