Super Hiper Mega Banner

#103-OVAs

No Japão, algumas produções são lançadas diretamente para o video. São os OVA's (Original Video Animation), assim, não passam na televisão e se você quiser assistir precisa comprar o dvd (ou vhs) ou assistir em algum canal pago. Ou então pegar na internet! :) Existem séries de OVAs e existem também OVAS com apenas um episódio. Hoje no Daiblog eu vou comentar sobre 3 OVAS: Pale Cocoon, Kanojo to Kanojo no Neko e Boku wa Imouto ni Koi wo Suru.01-Pale Cocoon

Ficção científica dramática. Com menos de meia hora de duração, Pale Cocoon conta uma a história é muito complexa e interessante. Por isso que é bom assistir com atenção total, pois são menos de 30 minutos. Seria bom se fosse feito um filme ou, melhor ainda, um prolongamento de 10 minutos para complementar melhor as idéias.

Pale Cocoon se passa num futuro indefinido, onde duas pessoas trabalham com restauração de dados. Os outros trabalhadores nem estavam com ânimo para recuperar informações do passado, por elas serem tristes. A Terra já se tornou um lugar inóspito e as pessoas sobrevivem em imensas estruturas nos subsolos da Lua. Ura fica muito curioso com os dados que recupera, na época que a Terra possuía plantas e era um lugar onde se podia viver. Nesse ambiente futurista frio e pessimista, a história se desenvolve com recordações sobre o que foi a Terra um dia e também sobre a ignorância dos homens.

Destaque para os efeitos de computação gráfica que são incríveis. Os cenários são todos impecáveis, muito bem feitos e com detalhes impressionantes. Cotação do Dai: ***
Peiru kokûn (Japão, 2005) - Dirigido por: Yoshiura Yasuhiro.
Veja aqui o trailer de "Pale Cocoon":
* * *02-Kanojo to Kanojo no Neko

Esse título imenso pode ser traduzido por: Ela e seu gato. E é exatamente essa a trama. A vida de uma mulher e o seu gatinho de estimação. OVA curto de apenas 5 minutos que surpreende por conseguir mostrar muito em tão pouco tempo.

As imagens são todas em preto e branco, com um design bem realista. Possui um tom bem melancólico e nostálgico e é visto pelo ponto de vista do gato. Ele narra a sua vida com a sua dona e, apesar de sua interpretação ser diferente da realidade, é fácil entender o que a personagem humana está passando e sentindo. Sutil, delicado e com um clima de nostalgia.
Cotação do Dai: ***1/2
Curiosidade: o video foi feito apenas por uma pessoa, Shinkai Makoto, que, além de desenhar, também dublou a voz do gato. Shinkai Makoto ficou conhecido no mundo todo por ser independente e conseguir fazer obras de qualidade, como "Voices of a Distant Star", que ainda não vi, e é considerada sua obra-prima! Kanojo to Kanojo no Neko (Japão, 1999) - Dirigido por: Shinkai Makoto. Com a voz de: Shinkai Makoto

* * *
03-Boku wa Imouto ni Koi wo Suru

Esse longo título significa algo como: "Eu amo minha irmã mais nova" e explica a história. Iku e Yori são irmãos gêmeos. Os pais nunca notaram, mas o irmão sempre sentiu algo a mais pela irmã. Aos 15 anos, esse amor se tornou maior e Yori passou a evitar a irmã, pois já não conseguia mais disfarçar seu interesse por ela.

Mais um anime de incesto. Assim como o excelente e insuperável "
Koi Kaze" (clique para ler) a história é bem sensível. Sensível até demais. Muito meloso e piegas, o roteiro guarda situações forçadas, como o fato dos irmão dormirem no mesmo quarto (mesmo com 15 anos de idade!). O interessante é que existe todo um sentimento de culpa e arrependimento, um temor a Deus. Mesmo sendo uma história japonesa, os protagonista parecem ser bem cristãos e pendem perdão a Deus por se amarem. Baseado num mangá feminino (shoujo) de mesmo nome, a história guarda seus momentos sensuais, não tratando a relação como algo apenas platônico. E isso é surpreendente, pois muitas histórias para meninas têm tramas mais açucaradas e com um amor mais idealizado. Anime tabu com um final bom que deixa uma vontade enorme de assistir mais. Gostei! Cotação do Dai: ***
Curiosidade: Estão fazendo um filme com atores reais com base no mangá Boku wa Imouto ni Koi wo Suru. :)
Boku wa Imouto ni Koi wo Suru (Japão, 2005)

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.