Super Hiper Mega Banner

#504-O grão

Um dos melhores filmes nacionais exibidos este ano no 18 ° Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema foi "O grão". A produção de baixo orçamento marca a estréia de Petrus Cariry na direção de um longa-metragem. O filme possui um tom de melancolia durante toda a projeção. O ritmo é devagar e acompanha bem o dia a dia de uma cidadezinha no interior do nordeste, lugar onde a trama se passa. Mas antes de classificar o filme como mais um do gênero agreste, é bom prestar atenção.

O fato de mostrar a pobreza e as condições precárias das famílias é o que menos chama a atenção no filme e revela apenas a situação real de quem vive em pequenas cidades. O foco mesmo da história é uma reflexão sobre a vida e morte. E é exatamente isto que o longa trabalha usando uma antiga lenda. A velha Perpétua sente que irá morrer em breve e conta para o neto Zeca uma fábula sobre o assunto.

Photobucket

Enquanto a avó conta a história por partes, o filme mostra o cotidiano da família. Os pais Damião e Josefa trabalham fazendo panos de prato enquanto a filha Fátima planeja se casar e morar na cidade grande. O título "O grão" faz sentido só perto do final do longa, quando a fábula está perto de ser concluída. Um dos destaques da produção é a belíssima fotografia e a trilha sonora elaborada.

Photobucket

O filme é praticamente minimalista e rende momentos de contemplação, com muita poesia e poucos diálogos. "O grão" foi considerado o melhor filme no Festival de Viña del Mar e coleciona outros prêmios nos festivais onde passa. As atuações do elenco estão todas maravilhosas e é difícil acreditar que são atores, tamanho é o realismo e a naturalidade que abraçaram as personagens. Ótimo!
Cotação do Daiblog:DaiblogDaiblogDaiblogDaiblog

Leia também sobre o 18º Cine Ceará:
Daiblog"Circunstâncias especiais", um corajoso documentário.
Daiblog Daiblog de Olho - fotos do festival 1
Daiblog Daiblog de Olho - Programação do Cine Ceará
Daiblog Daiblog de Olho - Vencedores dos 18º Cine Ceará

O grão (Brasil, 2007) Dirigido por: Petrus Cariry Com: Leuda Bandeira, Verônica Cavalcanti, Nanego Lira, Kelvya Maia, Luís Felipe Ferreira...

Veja aqui o trailer de "O grão":


Daiblog

Começa na próxima terça-feira (dia 20 de maio) a mostra Film Noir e suas Fronteiras. O Centro Cultural do Banco do Brasil de Brasília irá exibir 15 filmes produzidos nas décadas de 40 e 50 até o dia 8 de junho. É a oportunidade de assistir a clássicos como "Horas de desespero" ou "Laura".

No dia 31 deste mês o curador da mostra, Mauro Baptista Vedia, fará uma palestra sobre o cinema noir e a obra de Quentin Tarantino. Para os interessados a entrada custa R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia). Mais informações no telefone do CCBB: (61) 3310-7081.

Confira aqui a programação completa da mostra e programe-se desde cedo:

20 de maio (terça-feira)
18h – Mercado de Ladrões
20h30 – Horas de Desespero

21 de maio (quarta-feira)
18h – Beijo da Morte
20h30 – Nascido para Matar

22 de maio (quinta-feira)
18h – Envolto nas Sombras
20h30 – Fuga do Passado

23 de maio (sexta-feira)

15h30 – Desejo Humano
18h – Uma Vida Marcada
20h30 – A marca da Maldade

24 de maio (sábado)

15h30 – A Morte Passou Perto
18h – Uma Vida Marcada
20h – Punhos de Campeão


Horas de desespero
"Horas de desespero"

25 de maio (domingo)
15h30 – Rua sem Nome
18h – O Grande Golpe
20h – Laura

27 de maio (terça)

18h – Chaga de Fogo
20h30 – Envolto nas Sombras

28 de maio (quarta)
18h – Uma Vida Marcada
20h30 – Desejo Humano

29 de maio (quinta)

18h – Rua sem nome
20h30 – Mercado de Ladrões

30 de maio (sexta)

15h30 – Punhos de Campeão
18h – A Morte Passou Perto
20h30 – Horas do Desespero

31 de maio (sábado)

15h30 – A Marca da Maldade
18h – Laura
20h30 – Palestra com o curador Mauro Baptista Vedia

Horas de desespero
"Horas de desespero"

1º de junho (domingo)
15h30 – Beijo da Morte
18h – Nascido para Matar
20h30 – O Grande Golpe

3 de junho (terça)

18h – Fuga do Passado
20h30 – Uma Vida Marcada

4 de junho (quarta)

18h – A marca da Maldade
20h30 – Laura

5 de junho (quinta)

18h – Horas de Desespero
20h30 – Beijo da Morte

6 de junho (sexta)

15h30 – Envolto nas Sombras
18h – Desejo Humano
20h30 – Chaga de Fogo

7 de junho (sábado)

15h30 – Nascido para Matar
18h – O Grande Golpe
20h – Rua sem Nome

8 de junho (domingo)

15h30 – Mercado de Ladrões
18h – Punho de Campeão
20h – A Morte Passou Perto

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.