Super Hiper Mega Banner

#508-As crônicas de Nárnia

Assim como o recente "A bússola de ouro", o filme "As crônicas de Nárnia, O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa" pode ser considerado um épico infanto-juvenil. A história, entretanto, é mais para jovens do que crianças. O selo Disney não representou necessariamente um filme família porque a história envolve guerras. Mesmo com a ausência de sangue (o que provavelmente foi feito para não ter censura), fica claro que a história é violenta.

Tudo começa quando os irmãos Edmundo, Pedro, Lúcia e Susana (nomes adaptados para a versão nacional) fogem da segunda guerra mundial. Partem da Inglaterra para uma casa tranqüila de um professor. A habitação fica no campo e é um lugar seguro e espaçoso. A trama fica fantasiosa quando a mais nova das irmãs está brincando de esconde-esconde e entra dentro de um guarda-roupa.

As crônicas de Nárnia: o leão, a feiticeira e o guarda-roupa

Para a surpresa de Lúcia, o móvel a leva para um novo mundo: Nárnia. E é lá que ela vai conhecer o fauno Tumnus (James McAvoy, de "Desejo e reparação") e Jadis, a feiticeira branca. Jadis (Tilda Swinton, de "Pecados ardentes" e "Impulsividade") controla Nárnia com mãos de ferro e é capaz de tudo para permanecer no reinado. Mas felizmente existe uma profecia que poderá colocar um ponto final na tirania da feiticeira.

As crônicas de Nárnia: o leão, a feiticeira e o guarda-roupa

É aí que entra o leão Aslan, terceira figura do título e personagem de grande importância. Aslan (que significa leão em turco) é o único capaz de derrotar a bruxa e ele terá o apoio dos quatro reis prometidos, que são os irmãos humanos que foram parar lá depois de entrarem no armário. O filme é uma produção repleta de efeitos especiais e com uma história sobre coragem e amadurecimento.

Dia 30 de maio estréia a continuação, o longa "As crônicas de Nárnia: príncipe Caspian".
Cotação do Daiblog:DaiblogDaiblogDaiblog

Curiosidades (fonte: site Adorocinema)

DaiblogEste é o 1º filme com atores dirigido por Andrew Adamson, que anteriormente havia apenas dirigido Shrek (2001) e Shrek 2 (2004).

DaiblogA personagem Jadis, a Feiticeira Branca, foi oferecida a Michelle Pfeiffer, que não pôde aceitá-la devido a obrigações familiares.

DaiblogTilda Swinton não havia lido a série antes de rodar o filme.

DaiblogOs produtores solicitam autorização ao governo da Nova Zelândia, onde as filmagens foram realizadas, para que 12 renas pudessem ser trazidas para as filmagens. O Ministro da Agricultura local recusou o pedido, devido a uma doença que estava atacando a população de renas dos Estados Unidos na época.

As crônicas de Nárnia: o leão, a feiticeira e o guarda-roupa

Chronicles of Narnia: The Lion, the Witch, and the Wardrobe (EUA, 2005) Dirigido por: Andrew Adamson Com: Georgie Henley, Skandar Keynes, William Moseley, Anna Popplewell, Tilda Swinton, James McAvoy, Jim Broadbent, Kiran Shah...

Veja aqui o trailer de "As Crônicas de Nárnia - O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa" legendado em português:


Daiblog

Família Simonal encerra o 10º Festival de Cinema Brasileiro de Paris

Wilson Simoninha já está em Paris para prestigiar a exibição do documentário "Ninguém Sabe o Duro que Dei – Wilson Simonal", dos diretores Cláudio Manoel, Micael Langer e Calvito Leal. O filme encerra a 10ª edição do Festival de Cinema Brasileiro de Paris dia 27 de maio, às 20h, e contará com a presença dos três diretores no evento.

Trata-se da primeira projeção internacional da obra, exibida apenas no Festival “É Tudo Verdade” de 2008. Após a sessão, a organização do festival vai dar uma festinha no Favela Chic, com direito a apresentação do Simoninha para os convidados. A entrada é franca.

O filme fala da história da ascensão e queda de Wilson Simonal (1939-2000), cantor que conseguiu status de estrela numa época em que no Brasil isso era raridade para artistas negros. De origem humilde, ganhou destaque na televisão nos anos de 1960, rivalizando com o domínio de Roberto Carlos e outros ídolos da Jovem Guarda. Um incidente nunca esclarecido, envolvendo agentes do DOPS e um ex-empregado seu, lançaram sobre ele um processo criminal e a suspeita de que fosse delator para as forças de repressão.

Para quem mora ou está na Cidade-Luz, aqui vai a localização do evento:

10º Festival de Cinema Brasileiro de Paris
Cinema Le Latina
20 rue du Temple/75 004

La Favela Chic
18 rue du faubourg du Temple
75011 Paris
M° République

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.