Super Hiper Mega Banner

#527-Fôlego

Depois de assistir ao poético filme "O arco", Kim Ki-Duk tornou-se um dos meus diretores favoritos. Embora muitas pessoas critiquem seu trabalho, sou um defensor de suas obras. "Fôlego", longa-metragem mais recente do cineasta, segue a mesma linha das produções anteriores e não decepciona. Fala de dramas pessoais, sentimentos e usa o silêncio como principal forma diálogo dos personagens.

Assim como "Casa vazia" (também do diretor), o filme mostra Yeon, uma mulher casada (Ji-a Park, de "Primavera, verão, outono, inverno e... primavera") que está insatisfeita com o casamento. A mulher mantém uma relação distante com o marido (Jung-woo Ha, de "Time, o amor contra a passagem do tempo"), o que faz com que ela tenha uma vida sem emoções. Seus dias se resumem a cuidar da filha pequena e fazer esculturas.

Fõlego

Na televisão, o jornal passa as notícias de Jang Jin (Chen Chang, de "2046, os segredos do amor", "Silk, o primeiro espírito capturado" e "Eros") que recentemente tentou se matar. Ele está no corredor da morte e tem data da execução já marcada. O filme mostra o inusitado relacionamento que se cria entre a esposa infeliz e o presidiário que tem os dias contados.

Fõlego

O roteiro mantém mistério em relação ao que o criminoso fez para ser condenado. Além do trágico romance principal entre o presidiário e Yeon, o filme mostra também a relação afetiva entre Jang Jin e um dos presos com quem ele divide a cela. Sem nenhum diálogo, as cenas da prisão mostram o ciúmes e o amor entre os presos que convivem em um espaço pequeno enquanto aguardam a morte. "Fôlego" é um filme sensível e um drama acima da média. Concorreu à Palma de Ouro em Cannes no ano passado.
Cotação do Daiblog:
DaiblogDaiblogDaiblogDaiblog

Soom (Coréia do Sul / Alemanha, 2007) Dirigido por: Ki-duk Kim Com: Chen Chang, Jung-woo Ha, Ji-a Park....

Veja aqui o trailer do filme "Fôlego":
Tecnologia do Blogger.