Super Hiper Mega Banner

#561-Linha de passe

Depois de se aventurar em Hollywood com a refilmagem "Água negra", Walter Salles voltou a trabalhar com brasileiros no filme "Linha de passe". O cineasta divide a direção com Daniela Thomas, com quem havia trabalhado anteriormente em "Terra estrangeira" e "Paris, eu te amo". O novo projeto, que teve sua estréia no festival de Cannes deste ano, fez com que Sandra Corveloni fosse agraciada na categoria melhor atriz. Premiação mais do que justa. Não só ela, como também todo o elenco se sai muito bem na dramática história de uma família pobre. Cleuza (Corveloni) é mãe de quatro filhos e está esperando o quinto. Ela cuida de todos com dificuldade e trabalha como empregada doméstica em São Paulo.

O roteiro se desdobra em cada personagem, cada um com uma trama interessante e cativante. Filhos de pais diferentes, os irmãos dividem a mesma casa e possuem em comum o forte desejo de ter um futuro mais confortável. Reginaldo (interpretado pelo pequeno Kaique de Jesus) é o único negro da família e se empenha em descobrir o paradeiro do pai. Dênis (João Baldasserini), é um jovem que arrisca a vida diariamente no trânsito com o arriscado trabalho de motoboy. Enquanto ele quita as prestações da moto, tenta arranjar dinheiro para pagar a pensão do filho recém-nascido, que mora com a mãe solteira.

Linha de passe
Cleuza é uma mulher batalhadora e pai e mãe ao mesmo tempo

Dario (Vinícius de Oliveira, o menino-revelação de “Central do Brasil”) almeja se tornar um jogador de futebol. Acha que pode sustentar a família se jogar em algum time conhecido. O problema é que ele está perto de completar 18 anos, idade que faz com que Dario seja considerado velho demais para ser contratado.

Linha de passe
De todos os irmãos, Dinho é o que mais tem fé

O último irmão da família é o espiritualizado Dinho (José Geraldo Rodrigues). Trabalha em um posto de gasolina e freqüenta uma igreja evangélica, onde usa a religão para acreditar em um amanhã promissor. Os personagens são tão convincentes quanto as interpretações. Sem apelar para o sentimentalismo, um caminho fácil a ser tomado em um roteiro sobre sufocos e sofrimento, o filme comove de forma autêntica.

Linha de passe
A família completa

Faz pensar na condição de vida de muitos brasileiros, afinal não são poucos os jovens pais precoces e os filhos que nascem sem a presença da figura paterna. A paixão nacional, o futebol, também foi retratada, criando uma história tão nacional e verossímil que nem parece ficção. Outro ponto que merece destaque é a maravilhosa trilha sonora do argentino Gustavo Santaolalla, ganhador do Oscar por “Babel” e “O segredo de Brokeback mountain”. Ele também colaborou com músicas para filmes como "Um beijo roubado" e "Coisas que perdemos pelo caminho". Ótima produção com um resultado excelente.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblogDaiblogDaiblog

Linha de Passe (Brasil, 2008) Dirigido por Walter Salles e Daniela Thomas. Com: Sandra Corveloni, João Baldasserini, Vinícius de Oliveira, José Geraldo Rodrigues, Kaique Jesus Santos, Ana Carolina Dias...

Quer comprar o dvd do filme "Central do Braisl"? Clique aqui e pesquise os preços no Buscapé!

Veja aqui o trailer do filme "Linha de passe":

Daiblog

Já saiu o resultado das promoções do Daiblog! Para saber se você ganhou cortesias para assistir aos filmes "Os Desafinados" ou "Bezerra de Menezes: o diário de um espírito", clique aqui para conferir o resultado!

Tecnologia do Blogger.