Super Hiper Mega Banner

#576-Busca implacável

Com a violência dos dias de hoje todo pai acaba ficando preocupado e até mesmo paranóico em relação à segurança da família. Bryan (Liam Neeson, de "Batman begins" e "A lista de Schindler") não é diferente. Ainda mais porque ele sabe muito bem que o mundo é lugar perigoso. Em sua antiga profissão ele se envolveu em arriscadas missões e descobriu que não se deve confiar em ninguém. Outra lição que ele aprendeu foi lutar muito e se defender bem, o que faz do personagem um grande herói.

Quando sua filha Kim (Maggie Grace, de “Lost” e “A névoa”) decide viajar para a França com a amiga Amanda (Katie Cassidy, de “Quando um estranho chama”), Bryan prevê que ela irá se meter em confusão. Mas por insistência da ex-mulher e mãe da menina (vivida por Famke Janssen, de “Nip/tuck”, “O amigo oculto”, “A casa da colina” e “X-men, o confronto final”), ele acaba cedendo e autorizando o passeio da jovem de 16 anos. Mas é batata: chegando na Europa as duas garotas são abordadas por um olheiro e, logo depois, sequestradas.

Photobucket
"Essa vai pro Orkut, né amiga?"

A partir daí "Busca implacável" torna-se uma grande perseguição com direito a todas as emoções exigidas por quem espera um bom filme de ação, ação com a maiúsculo. Em uma terra estranha e com poucas pistas, Bryan fará de tudo para localizar e resgatar a filha. O pretexto foi usado diversas vezes na história do cinema, só que agora ganha um ponto adicional bem contemporâneo: o tráfico de mulheres.

Photobucket
Bryan é muito mais que um papai coruja

Quem diria, Liam Neeson se sai melhor do que Vin Diesel em “Missão Babilônia”. Ele assume bem no papel de vingador que não poupa ninguém para encontrar a filha. Bryan não é o típico herói politicamente correto que salva o mundo para depois jantar com a família. Ele mente, tortura e usa meios não muito éticos para conseguir o que quer, o que inclui prejudicar direta e indiretamente pessoas inocentes.

Pena que, mesmo com toda essa personalidade que diferencia o personagem do herói clássico, a história se encaminhe para resoluções fáceis e simples. No fim é tudo muito amarrado e correto. Outro ponto que merece crítica é em relação à violência. Apesar de ser recheado de cenas tiroteios, o longa-metragem economiza no sangue e não é explícito como o recente “O procurado”. Tudo provavelmente para diminuir a censura e conseguir mais bilheteria.

Photobucket
Tiros e lutas não faltam em "Busca implacável"

Busca implacável” é uma produção francesa e a direção ficou por conta de Pierre Morel (cineasta responsável por "B13 - 13º distrito", aquele filme com intensas seqüências de perseguição no estilo le parkour). Já o roteiro foi assinado em parceria com Luc Besson (de “Cão de briga”, “O quinto elemento”) e Robert Mark Kamen (da trilogia “Karate kid”). Vale a pena uma conferida.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblogDaiblog

Taken (França, 2008) Dirigido por Pierre Morel. Com Liam Neeson, Maggie Grace, Leland Orser, Famke Janssen, Xander Berkeley, Katie Cassidy, Jon Gries, David Warshofsky...

Veja aqui o trailer do filme "Busca implacável" legendado em português:

Tecnologia do Blogger.