Super Hiper Mega Banner

#606-Amigos, amigos, mulheres à parte

Dustin (Jason Biggs, de Nem por cima do meu cadáver) namora a bela Alexis (Kate Hudson, de Um amor de tesouro), mas os dois nunca fizeram sexo pela falta de experiência da garota. Depois que o relacionamento dos dois afunda de vez, ele decide pedir um favor para o amigo com quem divide um apartamento. Ele quer que Tank (Dane Cook, de Instinto secreto, A farsa dos pingüins, Maldita sorte) saia com Alexis. Como assim?

O plano é fazer com que Trank proporcione para a ex-namorada uma noite terrível. Algo realmente traumatizante para que ela veja como Dustin era um bom namorado e volte de vez para os braços dele. A tarefa é mais do que estranha, mas Trank é praticamente um especialista no assunto e já fez a mesma coisa outras vezes para ajudar amigos a recuperarem as namoradas. Só que, dessa vez, ele não esperava que Alexis fosse tão bonita e irresistível.
Amigos, amigos, mulheres à parte
Alexis e Justin
Um triângulo amoroso é mais uma vez o tema de uma comédia romântica. Só que Amigos, amigos, mulheres à parte possui menos romantismo e mais cenas de humor do que se pode imaginar. As piadas são sujas, muitas vezes pesadas e sempre voltadas para o lado sexual. O roteiro não surpreende e segue os mesmos clichês que se pode esperar de um filme com essa sinopse. É mediano, algumas piadas funcionam, outras não.
Amigos, amigos, mulheres à parte
Alexis e Trank (fotos assim aumentam o número de visitas)
Mesmo assim algumas situações são ótimas, como os 10 passos para se destruir uma festa de casamento. O trecho mostra situações constrangedoras e inesperadas em uma festa que geralmente é planejada para ser perfeita. Integrando o elenco também estão Lizzy Caplan (Cloverfield, monstro) e Alec Baldwin (Tudo acontece em Elizabethtown). Típico filme dispensável.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblog

My Best Friend's Girl (EUA, 2008) Dirigido por: Com: Dane Cook, Kate Hudson, Alec Baldwin, Jason Biggs, Diora Baird, Lizzy Caplan, Riki Lindhome...
Quanto custa o dvd do filme Amigos, amigos, mulheres à parte? Clique aqui e pesquise!
Veja aqui o trailer do filme Amigos, amigos, mulheres à parte legendado em português:


Daiblog
Daiblog VEM AÍ CAPITU
Capitu é uma série brasileira em 5 capítulos que será exibida na rede Globo a partir da próxima terça-feira, dia 3 de dezembro. 2008 marca o centenário da morte de Machado de Assis, considerado o maior escritor da literatura brasileira. Em homenagem ao autor, a série é baseada no livro Dom Casmurro, publicado originalmente em 1899.

Na série Capitu estão presentes os requintes de uma superprodução, com uma história marcante contada com linguagem inovadora e um elenco que reúne nomes conhecidos dopúblico e diversos atores que estréiam na televisão. Michel Melamed, poeta, escritor e premiado ator no circuito teatral do Rio de Janeiro, interpreta Bento Santiago e Dom Casmurro. A primeira fase do personagem, Bentinho, é vivida por César Cardadeiro. A personagem-título, Capitu, também é interpretada por duas atrizes: Maria Fernanda Cândido, na fase adulta e Letícia Persiles, na fase jovem. Outro lançamento da série é o ator Pierre Baitelli que interpreta Escobar.
Photobucket
Michel Melamed e Maria Fernanda Cândido
O Daiblog entrevistou o ator César Cardadeiro. Em um bate-papo humorado, o artista (que ficou conhecido por interpretar o primeiro Pedrinho da refilmagem de Sítio do picapau amarelo) contou sobre a produção e outros assuntos pessoais. Confira!

Michel Toronaga: Oi César, tudo bom? Primeiro eu gostaria de saber como surgiu o convite para interpretar o Bentinho. Você passou por testes para conseguir o papel ou foi alguma indicação?

César Cardadeiro: Teste, foram dois na verdade.
Michel Toronaga: O Bentinho é um personagem clássico da literatura nacional. Antes de fazer este trabalho você já tinha lido o livro Dom Casmurro?

César Cardadeiro: Sim. Li algumas vezes...

Michel Toronaga: E você acha que a leitura te ajudou nos seus testes para o papel?

César Cardadeiro: De certo modo sim. Construi algum sentimento dentro de mim para fazer os testes, lógico que não se comparam ao resultado final (o Bentinho em si), mas ajudou sim. O testo que recebi para fazer o teste era bem legal também.
Photobucket
César Cardadeiro como Bentinho
Michel Toronaga: Fale um pouco da sua preparação para este trabalho e dos ensaios. Como você fez para encarnar o personagem? Teve algum acompanhamento ou coisa do tipo?

César Cardadeiro: Tivemos dois meses de ensaio. Isso tudo para nos ajudar a entrar dentro de nosso Eu e encontrar os sentimentos cabíveis aos personagens. Foi um processo muito intenso. Na verdade tudo isso: as gravações, o personagem etc. É complicado falar desse trabalho ainda, é muito recente, muito forte e... natural. A única coisa que fiz foi sentir.

Michel Toronaga: Você interpreta o Bentinho na primeira etapa da minissérie, não é? E o papel de Capitu ficou com Letícia Perfiles. Você conhecia a banda dela antes de atuarem juntos?

César Cardadeiro: Aaaah! Isso é interessante. Nós havíamos nos conhecido há muito tempo atrás, na época que eu ainda fazia Malhação. Nos encotramos de forma totalmente non sense... Eu estava sentado num banco e ela estava ao meu lado. Começamos a conversar, ela me falou que tinha uma banda e me entregou um cd demo, muito bonitinho, da banda dela. Depois só nos reecontramos no início dos ensaios. Eu gostei muito do que ouvi no cd...
Photobucket
Capitu e Bentinho na primeira fase do seriado
Michel Toronaga: Onde aconteceram as gravações? Foram no Projac?

César Cardadeiro: Não, foram na Lapa. Num prédio da prefeitura, abandonado e maravilhoso... o antigo Automóvel Club.
Michel Toronaga: O texto original foi preservado? Ou vc sentiu que os diálogos foram adaptados para o público jovem. Por exemplo: Bentinho falou algum "carái véi"?

César Cardadeiro: Lógico que falou! (piada) (...) Olha, o texto tinha trechos do livro e seguiam as mesmas palavras, mesmas virgulas e tal. Até onde sei nosso trabalho foi bem fiel ao livro. Agora edição é tudo, só vamos saber se vai ser o livro em movimento depois.

Michel Toronaga: Agora sobre a carreira. Planos para 2009?

César Cardadeiro: Muito suco de uva. Amendoins... adoro amendoim! Também pretendo viajar para o nordeste fazendo um projeto. Bem, eu trabalho com outras coisas também e estou formulando um projeto de forografia a ser realizado aqui no Rio e Sampa. A história do nordeste também é verdade, mas não precisa ser necessariamente ano que vem. Também quero fazer outras coisas, novela, filme... o que pintar.
Photobucket
Cena de Capitu
Michel Toronaga: Você pode citar alguns filmes que você gosta?

César Cardadeiro: Laranja mecânica. Gosto de tanta coisa... Eu gosto dos filmes O albergue (O albergue e O albergue 2).
Michel Toronaga: E gênero?
César Cardadeiro: Drama. Sempre gostei de drama. Minha mãe gosta de drama, por isso fui obrigado a gostar de drama. Eu ia na locadora e ela escolhia um drama.
Muitas pessoas se perguntam qual é o nome de uma das músicas que toca na microssérie Capitu. A canção que toca quando Capitu risca o chão de giz é Elephant gun, da banda Beirut. A música faz parte do CD Elephant gun. Clique aqui para pesquisar mais sobre este disco.

Veja aqui o teaser da série Capitu (vídeo com quase seis minutos de duração). Exclusividade Tv Daiblog!
Tecnologia do Blogger.