Super Hiper Mega Banner

Crítica: Pele de Asno é uma linda fábula musical

Baseado na fábula homônima de Charles Perrault, Pele de asno é um conto de fadas dirigido por Jacques Demy (O guarda-chuvas do amor). A história se passa em um belo reino onde viviam o rei, a rainha e a princesa. No leito de morte, a rainha faz com que o marido prometa que só vai se casar novamente se encontrar uma mulher tão bonita quanto ela. O monarca aceita e a rainha morre.

Com o passar dos anos, o viúvo permanece sozinho e sem ter uma esposa para gerar um sucessor. Ele então percebe que apenas uma mulher no mundo seria capaz de competir com a finada esposa no quesito beleza: a própria filha (interpretada pela belíssima Catherine Deneuve, de A bela da tarde e Repulsa ao sexo). Ignorando qualquer tabu do gênero, ele decide se casar com a princesa.
Pele de asno
O rei e a filha
Só que a jovem possui outros planos; planeja encontrar um príncipe encantado e viver uma vida feliz. Por isso ela consegue fugir com reino com a ajuda da fada madrinha. A princesa passa a viver em uma modesta vila sob o nome de Pele de asno por causa da vestimenta que usa. O conto de Perrault pode incomodar pelo teor incestuoso da sinopse, mas não deixa de ser um texto voltado para crianças.
Pele de asno
A princesa disfarçada
O universo mágico em que se passa a história foi bem retratado no filme. Cavalos vermelhos, uma orquestra composta por gatos e rosas que falam são alguns dos elementos fantásticos da produção. Feito no começo dos anos 70, os efeitos especiais antigos são um charme a parte, embora possam ser considerados toscos pela platéia mais jovem que depende de computação gráfica para acreditar na fantasia. As belas canções do premiado compositor Michel Legrant enriquecem ainda mais a obra. Recomendado para quem gosta de contos de fada.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblogDaiblog

Peau d'âne (França, 1970) Dirigido por: Jacques Demy Com: Catherine Deneuve, Jean Marais, Jacques Perrin, Micheline Presle, Delphine Seyrig, Fernand Ledoux, Henri
Crémieux, Sacha Pitoëff...


Veja aqui um trecho do filme Pele de asno:
Tecnologia do Blogger.