Super Hiper Mega Banner

#748-Alô Alô Terezinha

Mesmo quem não for da época do Chacrinha poderá gostar do filme Alô, alô Terezinha. Dirigido por Nelson Hoineff, o documentário certamente foge dos padrões com uma edição inusitada que não cortou detalhes dispensáveis - e engraçados. Erros como Elba Ramalho e Dercy Gonçalves cantando e se esquecendo da letra da música ou o cantor Byafra sendo atropelado por um parapente enquanto canta Sonho de Ícaro foram mantidos na versão final.

O resultado são cenas hilárias que entram em contraste com o clima de nostalgia provocado pelas lembranças do tema. O filme relembra o programa de Abelardo Barbosa (o Chacrinha) e conta com depoimentos de artistas (hoje consagrados) que chegaram ao estrelato graças ao apresentador. Uma das coisas que ficam evidentes é o poder que Chacrinha tinha de fazer alguém ficar famoso ou não.

Alo Alo Terezinha
Alô alô Terezinha

Além de procurar as ex-chacretes e mostrar como elas estão em hoje em dia, o longa acerta ao contar histórias de pessoas comuns que participaram da atração televisiva como calouros. Daí conhecemos anônimos que um dia já tiveram seu momento de glória e muitos que, mesmo recebendo a temida buzinada e o troféu abacaxi (oferecido quando a pessoa perdia), nunca desistiram do sonho da música e da fama.

Alo Alo Terezinha
Chacrinha e Wanderléia

Alô, alô Terezinha resgata a irreverência do programa com imagens recuperadas. Para a nova geração o filme soa como uma curiosidade superficial sobre o período. Hoineff não se preocupa em explicar a vida pessoal de Chacrinha, como ele morreu e outras informações. Tudo isso deixa entender que a produção foi feita mesmo para quem viveu na época e já conhece um pouco a história do apresentador.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblog

Daiblog Quer ver o filme Alô alô Terezinha? Clique aqui e pesquise onde tem o menor preço!

Alô, alô Terezinha (Brasil, 2008) Dirigido por Nelson Hoineff. Com Abelardo Barbosa, Baby do Brasil, Rita Cadilac, Nelson Ned, Wanderléia...

Veja aqui o trailer do filme Alô, alô Terezinha:

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.