Super Hiper Mega Banner

#747-Besouro

A expectativa em torno de Besouro é inevitável por ter sido anunciado como um filme de ação, gênero pouco explorado no cinema nacional. O fato do chinês Ku Huen Chiu (mais conhecido como Dee Dee) ter feito a coreografia das lutas também é uma grande promessa. O oriental, especializado em criar lutas aéreas, trabalhou em outras produções onde a pancadaria possui grande importância e destaque, como Kill Bill e O tigre e o dragão.

Baseado na história do capoeirista Besouro, o longa-metragem é ambientado no Recôncavo Bahiano dos anos 20. A escravidão oficialmente acabou, entretanto muitos negros continuando sendo tratados como tal. Apesar da capoeira ser proibida por lei, diversos praticantes preservam o costume e "jogam" escondidos. Quem lidera o grupo é o Mestre Alípio, que defende as tradições e quer a igualdade de direitos para todas as raças.

Besouro
Poderes mágicos dos orixás

Mas esses ideais vão contra os interesses do Coronel Venâncio (Flavio Rocha, da série A pedra do reino), um rico fazendeiro que depende da mão-de-obra negra. Ele possui um fiel capanga que o ajuda a controlar a situação e impedir qualquer tipo de rebelião - Noca (interpretado pelo talentoso ator pernambucano Irandhir Santos, de Décimo segundo e Amigos de risco).

Besouro
Besouro e Exú (no fundo)

Quando Mestre Alípio é covardemente assassinado, Besouro (Aílton Carmo) torna-se seu sucessor. Mas antes de iniciar uma vingança e uma transformação, o protagonista passará por uma trajetória de auto-descoberta e evolução. E esse processo inclui visões de alguns orixás, que lhe concederão poderes especiais. Daí vem a habilidade de voar, que rende boas (e aguardadas) sequências na trama.

Besouro
Poderia ter mais lutas

Besouro se destaca pela qualidade da produção. A fotografia é bonita e a reconstituição de época bem feita. Uma sequência em especial chama a atenção: a que mostra os sentimentos de Besouro pela amiga de infância Dinorá. É uma cena bonita e sensual que mistura capoeira com o amor entre os dois. Porém, apesar dos aspectos positivos, o filme pode surpreender quem espera ver um filme de ação. Não são tantas lutas como o trailer promete. A simplicidade da história também pode incomodar quem espera algo mais elaborado. Mas mesmo assim vale a pena assistir pela riqueza cultural e histórica da época.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblog

Besouro (Brasil, 2009) Dirigido por João Daniel Tikhomiroff. Com Aílton Carmo, Anderson Santos de Jesus, Jessica Barbosa, Flavio Rocha, Irandhir Santos. Macalé, Leno Sacramento...

Veja aqui o trailer do filme Besouro na TV Daiblog:

2 comentários:

  1. Oi, Michel!
    Uma pena eu só ter pego o contato da Tática contigo nesta semana. Terei que ver Besouro no sábado.
    Você pediu para te mandar o endereço do meu blog, então é só clicar aí.
    Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  2. Dava pra ter explorado mais a idéia e ter feito um filme mais emocionante, deixaram de fazer as cenas de luta pra usar um misticismo de que capoeira anda pela sombra e agente doido pra ver o pau quebrar... pra quem gosta de capoeira é bom!

    ResponderExcluir

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.