Super Hiper Mega Banner

Cinem Especial - O fada do dente


Um dos mais populares atores da atualidade, Dwayne Johnson possui uma combinação de timing para a comédia e porte físico impressionante, e vem cativando o público em filmes como “Treinando o Papai”, “Agente 86” e “A Montanha Enfeitiçada”. “O Fada do Dente” reúne vários elementos que ele acreditava que valia a pena explorar. “É uma história de apelo universal, de alguém que se sente um peixe for a d’água e que passa a acreditar no impossível e na magia. É para as famílias e para todas as pessoas”, diz Dwayne Johnson. Ele continua: “O Fada do Dente faz parte da nossa cultura e do encantamento de ser criança. É uma personagem que nunca foi muito explorada no cinema”.

Na maior parte do mundo, O Fada do Dente é uma personagem mágica. Tal como o Papai Noel e o Coelhinho da Páscoa, ela é uma personagem inspiradora e reconfortante que ensina as crianças a usar a imaginação e a sonhar. E embora não haja versões oficiais dO Fada do Dente, todos costumamos imaginá-la como uma fadinha bondosa que aparece num passe de mágica enquanto as crianças dormem, para buscar o dente recém-caído que a criança coloca embaixo do travesseiro, substituindo-o por dinheiro.
O fada do dente
Certamente ninguém havia imaginado O Fada do Dente como um jogador de hóquei – até que Derek Thompson, adorado pelos fãs por seu estilo hiper-agressivo no gelo, tornar-se o mais novo integrante da equipe do Reino das Fadas do Dente.

Derek era um astro do hóquei em ascensão, porém, após se ferir num jogo, nunca mais encontrou o caminho de volta ao sonho de ser um campeão do hóquei sobre patins. Em vez disso, tornou-se um jogador durão que elimina os adversários enquanto sua torcida grita coisas como “O dente dói!” e “Ninguém é páreo para o dente!”. “Derek ainda aspira a se tornar um astro do esporte, mas perdeu o rumo e não sabe ao certo como recuperar seus sonhos”, explica Dwayne Johnson.

Ele tem bom coração, porém baixou suas expectativas. Quando um garoto lhe pede um autógrafo e pergunta se seria possível para ele alcançar o estrelato no hóquei, Derek acaba com as esperanças do rapaz. “Derek não diz essas coisas para magoar o garoto, ele acha que está apenas sendo realista e dando um bom conselho. Ele terá de aprender a lição maior e mais valiosa da importância dos sonhos”, diz o ator.

O fada do dente
Após destruir o sonho de um jovem, Derek acorda uma noite e encontra – sob o próprio travesseiro – uma notificação de que praticou a Transgressão da Norma 70136: “Disseminação da descrença”. Antes que Derek consiga compreender o significado disso, subitamente surgem asas em suas costas e ele é sugado num vórtice onde se encontra sua nova roupa, com direito a saia tutu, num universo alternativo conhecido como Mundo das Fadas, versão mágica de uma imensa estação de trem que está prestes a se tornar o novo campo de treinamento de Derek.

O tutu rosa é uma falha do figurino de fada (“Mas eu queria que estivesse presente no filme”, admite Johnson), e depois Derek acaba conseguindo usar roupas de fada do dente mais masculinas. Ocorre que a notificação não foi um engano. Ele tem muito a explicar na qualidade de “Culpado de destruir sonhos e frustrar fantasias”. A principal acusadora de Derek é a rigorosa matriarca do Mundo das Fadas, Lily (Julie Andrews), que o condena a duas semanas de vida dura como umO Fada do Dente. E ninguém melhor para interpretar o papel da rígida, porém amorosa, Chefe das Fadas do Dente do que a atriz que é um ícone dos filmes para a família: Julie Andrews. Ela encanta o público há mais de quarenta anos com seus papéis em “Mary Poppins” e “A Noviça Rebelde”, bem como com o papel mais recente em “O Diário da Princesa”.

O fada do dente
Julie Andrews gostou bastante da mensagem de “O Fada do Dente”. Ela comenta: “O que me conquistou para participar do filme foi a mensagem de que deve-se deixar que as crianças sonhem, fantasiem, usem a imaginação. Um bom filme para a família deve ter alegria e uma certa inocência. É ótimo que um filme seja engraçado e inteligente, mas as crianças também precisam de um toque milagroso. Todos nós precisamos disso!”

Andrews foi uma grande conquista para a equipe. “Ficamos bastante empolgados por ter Julie no elenco, pois não haveria alguém melhor para interpretar essa personagem”, diz o produtor Jason Blum. Ele credita ao diretor do filme, o ex-ator Michael Lembeck, a decisão fundamental de escalar Andrews. “A escalação de Julie se deve em grande parte a Michael, que foi ator por um bom tempo e tem a capacidade de deixar os atores à vontade, seguros. Para fazer humor é preciso ter essa rede de segurança”, afirma.

O fada do dente
Embora seja a personagem Lily, de Julie Andrews, quem impõe a lei do Mundo das Fadas ao cada vez mais espantado Derek, a execução fica a cargo de Tracy, um elfo do setor administrativo, de modo a garantir que Derek cumpra a sentença. Mas essa relação não terá magia alguma, pois Derek e Tracy se entrosam mal desde o primeiro momento e as coisas vão ladeira abaixo. No papel do encarregado de fazer Derek cumprir a sentença está o ator de comédia Stephen Merchant, que se tornou internacionalmente conhecido pelo trabalho com Ricky Gervais na série do Reino Unido “The Office” (na qual é baseada a série da NBC) e em “Extras”. “Derek e Tracy se estranham no decorrer de toda a história. Derek se revolta por ter sido condenado, e o jeito intrometido de burocrata de Tracy o irrita ainda mais”. Para piorar, Tracy padece de “inveja das asas”. “Tracy almeja ser umO Fada do Dente de verdade, pois é aí que está o glamour. Ele se ressente do fato de Derek ter recebido o melhor trabalho, ou seja, ser umO Fada do Dente com asas, muito embora Derek não ache graça nenhuma nisso”, conta Merchant.

A dupla apresenta vários momentos de comédia física, alguns decorrentes do contraste entre os tipos físicos: Merchant é bem alto e magro, ao passo que Johnson tem o que Merchant denomina um corpo “sobre-humano”.

O fada do dente
Na qualidade de assistente social de Derek, Tracy precisa garantir que a novO Fada do Dente possua as ferramentas necessárias para o desempenho da função. Assim, uma de suas primeiras paradas no Mundo das Fadas é no depósito de Jerry, que equipa Derek com tudo de que umO Fada do Dente precisa. Os acessórios e apetrechos são:

1. Varinha de condão com botão gerador de magia para todos os fins (se Derek conseguisse descobrir afinal como se usa isso)2. Spray de invisibilidade (ferramenta essencial)3. Pomada para encolher (excelente para permitir que Derek passe por baixo de portas – porém sem excluir certos riscos inerentes)
4. Latido de cachorro falso (ótimo para pegadinhas)5. “Espanta-gato” (nossos amigos felinos podem ser adversários assustadores para umO Fada do Dente encolhida) (veja o item 3)6. Pó de amnésia (as pessoas não podem se lembrar de terem visto umO Fada do Dente de verdade)7. Adaptador para iPod (tá, este é só uma piada do Jerry)


O fada do dente
A missão de Derek é dificultada por – e ao final possibilitada por – seu relacionamento bastante humano com a namorada Carly e seus dois filhos: Tess, de cinco anos, e Randy, de 14. “Ambos estão em idades em que sonhar e ter objetivos é fundamental. Derek não entende isso, até ver que os sonhos deles estão sendo abalados – por ele”.

A mãe deles, Carly, oferece estabilidade a Derek enquanto ele leva a cabo sua estranha jornada como fada do dente. Carly desconhece a vida secreta de Derek, o que faz dela, segundo Ashley Judd, o “ator sério que contracena com o ator cômico” do filme.

A atriz completa: “Eu sabia que atuar no filme seria uma oportunidade maravilhosa de abordar o tema de não desistir dos próprios sonhos. Derek no fundo é uma criança grande, e Carly e as crianças o ajudam a encontrar seu espírito de criança”.

O fada do dente
Segundo o diretor Michael Lembeck, a dupla Dwayne Johnson-Ashley Judd é inesperada, facilitando a dinâmica entre eles, claramente um caso de opostos que se atraem. Lembeck explica: “Derek e Carly são como o caubói e a dançarina, ou o estivador e a debutante. Só que em nosso filme eles são o jogador valentão de hóquei e a mãe articulada e sofisticada. O fato de serem tão diferentes é que torna a relação entre eles tão especial”.

Enquanto Derek encontra novas maneiras de se relacionar com Carly, Randy e Tess, sua jornada é dificultada por uma série de afrontas. Ao aprender a desempenhar o ofício de uma fada, ele é pisoteado (veja “Pomada para encolher”, acima), arrastado pela descarga de um vaso sanitário, mordido e preso. Ele também enfrenta o desafio na pista de gelo por parte de um jovem astro do hóquei (interpretado pelo fenômeno do skatismo Ryan Sheckler). Contudo, à medida que a “Fada do Dente” do hóquei se adapta ao novo papel, ele acaba por fazer a mais inesperada descoberta que poderia imaginar: seus próprios sonhos.
O fada do dente
Filmar “O Fada do Dente” foi de certa forma como realizar três filmes diferentes. A produção teve início com as sequências cheias de adrenalina das partidas de hóquei, rodadas na Thunderbird Arena, no campus da University of British Columbia, em Vancouver, recém-construída para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2010. Os produtores Gordon Gray e Mark Ciardi, por intermédio de sua empresa, a Mayhem Pictures, possuem uma experiência considerável em dar vida a esportes de ação na tela, pois já produziram “Desafio do Destino”, “Desafio no Gelo”, “Invencível” e “Treinando o Papai”, este último estrelado por Dwayne Johnson como um jogador de futebol americano. “Em relação a ‘O Fada do Dente’, achamos importante mostrar um lado da vida de Derek bem masculino e focado no esporte, e então tivemos a idéia de fazer dele um jogador de hóquei”, recorda Mark Ciardi. E acrescenta: “Convidamos o ‘técnico’ Mark Ellis como coordenador de cenas de ação, para conferir autenticidade às sequências de hóquei”.


O fada do dente
Para o diretor Michael Lembeck, fã de longa data do esporte, filmar as sequências de hóquei foi um dos pontos altos das filmagens. “Eu estava determinado a não registrar o que já foi visto em filmes anteriores sobre o hóquei, e sim chegar perto do gelo e sentir a graciosidade, a habilidade, a velocidade, o ritmo e a visceralidade do hóquei”, ele ressalta. “Foi emocionante mostrar uma visão específica e trabalhar com Mark Ellis na coreografia das partidas. Os patinadores eram fantásticos, incluindo desde garotos de times universitários a vários jogadores profissionais. Foi de tirar o fôlego estar na pista de gelo com as câmeras bem abaixadas e sentir o quanto é poderoso o que eles fazem”.

O fada do dente
A “parte dois” das filmagens foi centrada nos personagens Derek, Carly, Tess e Randy. Essas cenas situaram o filme na realidade da vida cotidiana dos personagens. Para a “parte três”, elenco e realizadores seguiram para os Mammoth Studios, o maior estúdio de Vancouver, para retratar o Mundo das Fadas. A desenhista de produção Marcia Hinds criou o ambiente frenético onde circulam as fadas, em sua tarefa de recolher dentes ao redor do mundo, numa enorme estação de trem. “A ideia era que não houvesse portas, possibilitando às fadas se deslocarem por essa estrutura que flutua no céu”, ela esclarece.

2 comentários:

  1. Anônimo11:19 PM

    Adoro esse filme...
    E a mensagem que ele passa é muito legal...

    Obrigado

    ResponderExcluir
  2. Anônimo7:21 PM

    que bosta......

    ResponderExcluir

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.