Super Hiper Mega Banner

#792-Percy Jackson e o ladrão de raios

*por Pedro Bueno

Harry Potter sempre foi a maior franquia de filmes juvenis. Mesmo ficando mais sério e sombrio com o passar dos filmes, seu público sempre foi o dos adolescentes. Mas ano que vem a saga do bruxo vai acabar, o que vai deixar um buraco no mercado. Buraco que Hollywood tenta desesperadamente preencher. Porém todas as tentativas tem sido em vão. Filmes como As crônicas de Nárnia, Alex Rider, Eragon são apostas de um substituto para Harry Potter. Você deve estar se perguntando o porquê de eu ter perdido tempo explicando isso. Perdi esse tempo, porque esse novo filme não passa disso: uma tentativa de substituir Harry Potter. Mas primeiro vamos explicar a trama.

Percy Jackson é um adolescente de 17 anos que mora com sua mãe (Catherine Keener, de Um crime americano) e seu padrasto, o típico machão: camisa listrada desabotoada e suja, boné, arrota na mesa e pede pra mulher pegar a cerveja e bate na bunda nela, para irritação de Percy. Um belo dia ele vai a um museu com uma excursão da escola. Sua professora de inglês o chama para conversar em particular, mas acaba se transformando em um monstro que o ataca. A partir daí o filme não para, descobrimos que deuses gregos existem e que Percy é filho de um deles, Poseidon, com uma mortal. E que foi acusado de roubar o raio de Zeus. Nosso herói precisa então recuperar o raio e devolve-lo para Zeus antes que se inicie uma guerra entre os deuses do Olimpo.

Percy Jackson e o ladrão de raios
Trio de protagonistas

Como citei no primeiro parágrafo, as tentativas de apelo ao público de Harry Potter são enormes. O diretor, Chris Columbus, é o mesmo cineasta dos dois primeiros filmes do bruxinho adolescente. O trio de protagonistas possui as mesmas funções: o herói que é jogado em mundo que não conhece, o melhor amigo alívio cômico e a garota inteligente. Parece que estou falando de Harry, Rony e Hermione não é? Mas trata-se de Percy e seus amigos. O roteiro também não é nenhuma obra prima, contendo alguns buracos que não passam despercebidos. Por exemplo: na primeira cena do filme, vemos Zeus e Poseidon se encontrando, onde o primeiro diz que o filho do rei dos mares foi quem roubou seu raio. Aí vem a pergunta: de onde veio essa acusação? É algo realmente aleatório, dos mesmo jeito que foi Percy, poderia ser o seu Zé da padaria.

Percy Jackson e o ladrao de raios
Percy Jackson e Hades

Se o roteiro e a direção fossem bons, esses pontos citados passariam despercebidos, mas esse não é o caso. Temos cenas clichês em todos os filmes, como aquela em que um personagem misterioso está do outro lado da rua, e um ônibus passa na frente dele, quando o veículo sai do quadro, o personagem sumiu. As participações tão alardeadas de astros como Uma Thurman (Sem medo de morrer, Terapia do amor), Rosario Dawson (Santos e demônios, Controle absoluto) e companhia, não passam de pontas curtinhas, o que é um desperdício de atores desse porte. Se não fosse pelo carisma imensurável do protagonista, esse filme não mereceria atenção. Soma-se a isso algumas boas cenas de ação e o filme acaba se tornando um divertimento esquecível. Tentem o quanto quiser, Harry Potter continua soberano.
Ccotação do Daiblog: DaiblogDaiblog

Percy Jackson & the Olynoians: the lightning thief (EUA, 2010) Dirigido por Chris Columbus. Com Logan Lerman, Brandon T. Jackson, Alexandra Daddario, Jake Abel, Sean Bean, Pierce Brosnan, Steve Coogan, Rosario Dawson, Uma Thurman, Kevin McKidd, Catherine Keener...

Daiblog Quer ver o filme Percy Jackson e o ladrão de raios?

Leia o Daiblog Especial - Percy Jackson e o ladrão de raios.

Veja aqui o trailer do filme Percy Jackson e o ladrão de raios legendado em português:


3 comentários:

  1. Seu blog é de primeira, PARABÉNS!
    -Rafael Valle Barradas

    ResponderExcluir
  2. Essa é uma triste verdade,adoro a serie e o filme tambem foi bom mas eles mudaram muito, oque pode ser um problema nos proximos filme...

    ResponderExcluir
  3. Achei quase tão infantil quanto "As Crônicas de Nárnia" e o início me impressionou mais que o restante do filme, mas o que chamou a ateção realmente foi a adaptação da história mitológia pros tempos modernos e Uma Thurman de Medusa ficou demais!! Mas no geral achei um filme divertido

    ResponderExcluir

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.