Super Hiper Mega Banner

#812-A hora do pesadelo

Não está na hora do pesadelo, está na hora é de parar com essas refilmagens! Este é mais um título que se enquadra naquela lista de filmes que não precisavam ser refeitos. A nova versão é bem diferente das demais, inclusive por causa da mudança do ator que interpreta o vilão Freddy Krueger. No lugar do consagrado Robert Englund (As strippers zumbis, Dança dos mortos) entra Jackie Earle Haley (Ilha do medo, Watchmen - O filme, Pecados íntimos). A direção é de Samuel Bayer, responsável por clipes de bandas como The Cranberries, Blink 182 e Mettalica.

Ao contrário do que se pode imaginar, as influências dos clipes musicais não influenciaram no filme. Felizmente não existe uma edição frenética, cortes rápidos ou fotografia colorida e exagerada. O que se vê é um filme mais contido. Simples até demais. Um dos diferenciais das produções da série era poder usar e abusar de situações surreais. Efeitos especiais sempre foram bem vindos na franquia A hora do pesadelo, afinal cada um pode sonhar as coisas mais absurdas, não é mesmo?
A hora do pesadelo
"Red Bull te da asas..."

Porém na refilmagem isso não é muito bem explorado. A história segue os adolescentes da rua Elm que tem terríveis pesadelos com um homem desfigurado que usa uma camisa listrada e usa uma luva cheia de lâminas. Eles não sabem, mas existe um segredo do passado que os liga a essa maligna entidade capaz de matar as pessoas enquanto elas dormem.
A hora do pesadelo
Novo visual de Freddy - mais realista

Enquanto tentam descobrir quem diabos é Freddy, vão morrendo um a um. E o novo Freddy parece não se importar em fazer piadinhas ou torturas psicológicas. O senso de humor distorcido tão característico se perde aqui em uma visão mais sombria e menos divertida do vilão. Os pesadelos não vão variando de acordo com o medo dos personagens e servem apenas para dar pistas e explicar o mistério por trás do assassino. Não sobra espaço para a criatividade. Os cenários são sempre os mesmos.
A hora do pesadelo
Sonhos que matam de verdade

Apesar de começar bem, o resto do longa-metragem é chato, repetitivo e não serve como incentivo para apresentar Freddy Krueger para as novas gerações - se é que esta foi a intenção da refilmagem. Só consegue não ser pior que a nova versão de Sexta-feira 13 por ser mais fiel ao original. Mas este não é o verdadeiro Freddy. E nem nunca será!
A hora do pesadelo
-Olha o dedo indicador!

Estão no elenco Kyle Gallner (Sublime, Garota infernal) e Rooney Mara (Lenda urbana 3 - A vingança de Mary), Katie Cassidy (Quando um estranho chama, Click, Busca implacável), Kellan Lutz (Crepúsculo, A morte convida para dançar), Clancy Brown (O desinformante), Christian Stolte (Inimigos públicos).
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblog

Daiblog Quer ver o filme A hora do pesadelo?

Leia aqui o Daiblog Especial A hora do pesadelo.

A Nightmare on Elm Street (EUA, 2010) Dirigido por Samuel Bayer. Com Jackie Earle Haley, Kyle Gallner, Rooney Mara, Katie Cassidy, Thomas Dekker, Kellan Lutz, Clancy Brown, Connie Britton, Lia D. Mortensen, Julianna Damm, Christian Stolte, Katie Schooping Knight...

Veja aqui o trailer do filme A hora do pesadelo legendado em português:

2 comentários:

  1. Esse remake enterrou de vez o meu tão adorável Freddy. Jackie Earle Haley fez um Freddy miserável, um pedófilo sem graça, a nova maquiagem so piorou a ja ruim interpretação do ator.
    Freddy ja não mais tem aquele olhar sádico, aquele prazer em torturar psicologicamente suas vítimas antes de matar, ja perdeu o encanto nesse remake.
    Como se isso ja não fosse ruim vem o elenco, pior impossível. Rooney Mara teria feito um grande favor ao filme se tivesse morrido na primeira cena, q Nancy foi essa q ela fez? Insossa, sem graça, sem personalidade, sem nada.
    Pq fizeram do Freddy um pedófilo? A história do Freddy, contada pela mãe alcoolatra da Nancy no filme de 84 fica mto mais bem explicada do q nos flashs do remake.
    Da vontade de acreditar q isso foi só um sonho, e q qdo a gente acordar, esse remake jamais foi feito, e q Englund continua a assombrar os nossos pesadelos.

    ResponderExcluir
  2. Produção barata, mas foi uma refilmagem bem feita. Legal o filme contando a história do Freddy como tudo aconteceu, gostei do filme!!

    ResponderExcluir

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.