Super Hiper Mega Banner

#816-Olhos azuis

Quem já viajou para os Estados Unidos sabe que o departamento de imigração pode ser um ambiente bastante hostil. E desde os atentados terroristas de 11 de setembro, a obsessão pela segurança nacional fez com que muitos norte-americanos ficassem paranóicos. Agora experimente juntar este comportamento com algumas doses de bebida alcóolica. Assim está armada uma bomba prestes a explodir. É este o tema do admirável drama Olhos azuis, dirigido por José Joffily (2 Perdidos numa Noite Suja).

50% ambientado no aeroporto de Nova Iorque, o longa-metragem mostra uma série de pessoas que aguarda para receber ou não o direito de entrar no país. A trama é protagonizada pelo americano Marshall (David Rasche, de Queime depois de ler), que está em seu último dia de trabalho. Mas ao invés de comemorar a aposentadoria, ele sente-se sendo dispensado da função. Amargurado, ele toma umas durante o serviço.
Olhos azuis

Marshall no último dia de serviço

O temperamento explosivo da autoridade vai refletir na vida de um casal de argentinos, uma bailarina cubana, lutadores de Honduras e outros turistas precisam passar pelo serviço de imigração se quiserem entrar na América. Também aguarda na fila o brasileiro Nonato (vivido por Irandhir Santos, de Décimo segundo, Besouro, Amigos de risco, Quincas Berro d'Água) - personagem importante no desenrolar da trama.
Olhos azuis
Constrangimento e humilhação no aeroporto

O roteiro se passa em diversos tempos, não se prendendo apenas à sala dos imigrantes. Cenas intercaladas mostram também o presente, quando Marshall está no Brasil procurando uma menina chamada Luiza. Para isso ele conta com a ajuda de uma prostituta prestativa (Cristina Lago, de Maré - Nossa história de amor). Os motivos e a conclusão do filme podem não ser a coisa mais surpreendente do mundo, mas mesmo assim as quase duas horas de projeção são bem usadas.
Olhos azuis
Brasil - Caminho para rendenção

Olhos azuis foi o grande vencedor do II Festival Paulínia de Cinema com seis prêmios, incluindo o de Melhor Filme. É envolvente, maduro e mostra um cinema nacional que não se prende a um único estilo. A história reserva momentos de tensão e drama, com um resultado muito satisfatório. Também estão no elenco Branca Messina (Não por acaso, Vingança), Everaldo Pontes (Bezerra de Menezes: O Diário de um Espírito), Frank Grillo (Força policial), Erica Gimpel (Veronika decide morrer). Recomendado!
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblogDaiblog

Olhos azuis (Brasil, 2009) Dirigido por José Joffily. Com David Rasche, Frank Grillo, Erica Gimpel, Cristina Lago, Hector Bordoni, Valeria Lorca, Irandhir Santos, Pablo Uranga, Branca Messina...

Daiblog Quer ver o filme Olhos azuis?

Veja aqui o trailer do filme Olhos azuis:

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.