Super Hiper Mega Banner

#821-Príncipe da Pérsia: As areias do tempo

Adaptações são a mina de ouro de Hollywood ultimamente. São adaptadas centenas, quiçá milhares de livros, peças, matérias de jornais, artigos de revista, quadrinhos e jogos de vídeo game. Essas adaptações, no geral, são muito bem feitas, e já criaram clássicos do cinema, o que não é o caso dos jogos. Enquanto uns são relativamente bem sucedidos, como Tomb Raider, outros são desastres monumentais como Doom - A porta do inferno, Resident Evil e o merecidamente esquecido filme do Mario. E, é claro, qualquer um adaptado pelo alemão Uwe Boll (já foi criado um abaixado assinado para que este homem parasse de fazer filmes. Sim, eu assinei). Os motivos desses fracassos são muitos: seja a falta de fidelidade ao material original (Resident Evil), seja a fidelidade exagerada (Doom), ou seja porque são filmes ruins mesmos (qualquer filme do Uwe Boll). Então, quinta-feira estreou Príncipe da Pérsia: As areias do tempo, mais um filme de jogo.
Principe da Persia - As areias do tempo
O herói Dastan

Primeiramente, um pequeno resumo dos jogos. Príncipe da Pérsia, para que não sabe, é um série de jogos que datam desde a década de 80. Era aquele joguinho do garoto que precisava fugir das masmorras passando por várias armadilhas para, no fim, salvar a princesa das garras do terrível Vizier. Muitos de vocês provavelmente conhecem esse jogo, que é um grande clássico dos consoles. Em 2003 foi feito um remake dos jogos para o Playstation 2 e foi criada uma trilogia que segue uma continuidade: The sands of time, Warrior within e The two trones, com a tradução livre de: As areias do tempoO guerreiro interior e os Dois tronos, respectivamente. Todos os jogos foram sucesso de crítica e público e ganharam vários prêmios importantes no universo dos games.
Principe da Persia - As areias do tempo
Aventura! Uau!

Agora vamos aos filmes. Em 2006, o mega produtor de Hollywood Jerry Bruckheimer declarou que estava produzindo uma adaptação de Prince of Persia para a Disney. Já tendo jogado os três jogos e sendo muito fã da série, fiquei muito animado com a notícia. Mas na minha cabeça, vendo o histórico de adaptações de games, já imaginava que o filme tinha nascido com um pé na cova. Somente uma coisa mantinha a chama da esperança acesa. O nome Disney envolvido. Se você já leu algum texto meu, sabe que sou grande fã do estúdio, e todas as minhas esperanças estavam depositadas nesse nome. E com grande prazer digo que novamente o Mickey não me decepcionou.
Principe da Persia - As areias do tempo
Casal protagonista

Na trama do filme, Dastan é um garoto de rua, que ao mostrar sua coragem na frente do rei Sharamann, é acolhido e o criado como seu próprio filho. Anos mais tarde, o agora príncipe Dastan e seus dois irmãos (filhos legítimos do rei) atacam uma cidade sagrada, que é acusada de produzir armas para os inimigos da pérsia (mais alguém pensou na guerra do Iraque?). Nessa cidade mora a bela princesa Tamina (Gemma Arterton, de Fúrias de Titãs), guardiã de um grande poder. O rei é assassinado e Dastan é acusado de sua morte. Ele então foge com Tamina para procuram o seu tio, Nizam, irmão de Sharamann. Mas em sua jornada Dastan acaba encontrando poderes inimagináveis e perigosos, caso caiam nas mãos erradas. Trata-se da adaga to tempo. Aparentemente ordinária, essa arma da ao seu portador a habilidade de retroceder no tempo por alguns instantes. Resta então a Dastan devolver a adaga ao seu lugar sagrado em sua jornada pela inocência do assassinato do próprio pai.
Principe da Persia - As areias do tempo
Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come!

Os valores de produção do filme são altíssimos. Tudo no filme é primoroso: a fotografia é belíssima, os figurinos e cenários são detalhadíssimos, e os efeitos especiais são de cair o queixo. O diretor Mike Newell (de Harry Potter e o cálice de fogo e O amor nos tempos do cólera) usa e abusa de ângulos e movimentos de câmera diferentes, e se destaca na direção de atores. Esse é ponto forte do filme - os atores e seus personagens. Jake Gylenhaal (O segredo de Brokeback Mountain) e Gemma Aterton são excelentes atores e aqui provam isso. O único que parece ligeiramente deslocado é Sir Ben Kingsley (Casa de areia e névoa, Ilha do medo), no papel de Nizam. Eu esperava mais do ator, embora o papel dele seja importante, ele não tem muito tempo de tela, então não teve muito pra desenvolver.
Principe da Persia - As areias do tempo
Le parkour árabe!

Outro grande ponto do filme é não se levar a sério demais. Em muitos momentos me lembrou os grandes filmes de aventura dos anos 80, coisa que o recente Fúria de Titãs tentou ser, mas não conseguiu. Mas nenhum filme é perfeito, e por mais que me doa, preciso falar de seus pontos negativos. O roteiro em alguns momentos é um pouco raso demais, com algumas situações ligeiramente forçadas (que rei de qualquer lugar adotaria um garoto de rua como filho?) e a motivação do vilão ainda não me desceu na garganta. Embora seja boa, não parece o suficiente para ele fazer o que faz.
Principe da Persia - As areias do tempo
Disfarça!

Príncipe da Pérsia é a melhor adaptação de um jogo de video game. Considerando o histórico do gênero, pode não ser muita coisa, mas deixa esperança de que games podem gerar bons filmes. Lugares distantes em épocas imemoriais com príncipes, princesas e artefatos místicos são elementos que sempre encantam as pessoas. E nisso Príncipe da Pérsia é extremamente bem sucedido. Aguardo ansiosamente pelas continuações.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblogDaiblog

Prince of Persia: The Sands of Time (EUA, 2010) Dirigido por Mike Newell. Com Jake Gyllenhaal, Gemma Arterton, Ben Kingsley, Alfred Molina, Steve Toussaint, Toby Kebbell...

Daiblog Quer ver o filme Príncipe da Pérsia?

Participe da promoção Príncipe da Pérsia: As areias do tempo e concorra a ingressos e brindes do filme!

Veja aqui o trailer do filme Príncipe da Pérsia: As areias do tempo legendado em português:

Um comentário:

  1. Muito massa!! Até quem não teve contato com os jogos pode entender essa trama!

    ResponderExcluir

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.