Super Hiper Mega Banner

Programa Cine Brasil no Museu Vivo

De julho até dezembro deste ano, o Museu Vivo da Memória Candanga (foto da Secretaria de Cultura) promove o programa ‘Cine Brasil no Museu Vivo’, com sessões de cinema gratuitas para toda a comunidade do DF. Serão 32 filmes brasileiros, ficção e documentários, para público infanto-juvenil e adulto, adquiridos da ‘Programadora Brasil’, da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura.

Os filmes tratam de temas variados relativos à realidade brasileira e a cultura urbana e rural, e foram selecionados pelo critério de qualidade. As sessões acontecem em dois sábados de cada mês, sempre às 15h. Um sábado será dedicado ao público infantil e o outro sábado ao público jovem e adulto.

O objetivo do programa é beneficiar, especialmente às comunidades da Candangolândia e Núcleo Bandeirante, bem como outras cidades vizinhas ao Museu e o DF como um todo, com uma atividade que trará o Brasil e a cultura brasileira para mais próximo de seu cotidiano, por meio do cinema.

Programação de julho:

Dia 17 – Sessão Dupla
AMAR - Direção e Roteiro: Carlos Gregório
Uma comédia sobre um assunto triste: o amor não correspondido.Frederico, que amava Laura, que amava Joana,que amava Raimundo, que amava Lídia e assim por diante --- um assunto que todos nós, infelizmente, já conhecemos. 23 min.

AMORES - Direção: Domingos de Oliveira Roteiro: Domingos de Oliveira e Priscila Rozenbaum
Comédia. O casal que tenta salvar um casamento falido tendo um filho; a menina impulsiva que considera a preocupação do pai como uma invasão a privacidade; a mulher que descobre a bissexualidade de seu namorado; o medo do desemprego – são alguns dos temas de AMORES. 95 min.

Dia 24 - 7 filmes infantis
UMA JANGADA CHAMADA BRUNA - Direção: Petrus Cariry
A experiência do primeiro amor:Pedro tem 10 anos e se apaixona por Bruna, de 11 anos.Ambos são filhos de pescadores, vizinhos na mesma aldeia de praia do Ceará. 13 min.
DONA CARMELA - Direção: Iziane Mascarenhas
Ao contar a história da descoberta do afeto entre Augusto e seu neto, Sérgio, o filme revela também o conflito entre o sonho de um velho ator em voltar a trabalhar e a realidade da mais poderosa contadora de histórias dos nossos dias- a televisão. 13 min.

AS ANDANÇAS DO NOSSO SENHOR SOBRE A TERRA - Direção: Betse de Paula Roteiro: Betse de Paula e Ana Luisa Martins Costa
Nosso Senhor é um andarilho que percore a Terra ao lado de São Pedro, curando e pregando. Quando São Pedro cai em tentação, cabe ao Nosso Senhor perdoar a ele ou não.Adaptado da história popular Os rins da ovelha, contada por João Monteiro ao folclorista Luiz da Câmara Cascudo. ( Contos Tradicinais do Brasil). 13 min.

TAMPINHA - Direção e roteiro: João Batista Melo
Era uma vez uma menina pequena, mas tão pequena , que, quando alguém espirrava por perto ... ela voava. Seu nome era Tampinha. 13 min.

SÃO JOÃO DO CARNEIRINHO - Direção e roteiro:Tarcísio Lara Puiati
São João menino perde seu carneirinho e sai à procura, com a ajuda de mais três crianças. No caminho, eles encontram personagens marcantes dos folguedos juninos. 13 min.

TAINÁ-KAN, A GRANDE ESTRELA - Direção e Roteiro:Adriana Figueiredo
O moleque
Segundo um a lenda Carajá, Tainá- Kan, a grande estrela, vem à Terra por amor, na forma de um homem velho.A lenda explica o surgimento da agricultura para o povo carajá.Suas bonecas de cerâmica servem de inspiração para os personagens, e a trilha é composta de músicas típicas. 15 min.

O MOLEQUE - Direção: Ari Cândido
Tião é pobre e negro, mas tem orgulho de sua mãe, a melhor lavadeira da região.Ela sai para pescar com Pedrinho, seu único amigo. Todos os outros moleques adoram colocar apelidos, por causa da cor de sua pele. Mas Tião não vai agüentar por muito tempo e prepara sua vingança. 13 min.

Dia 31 – Sessão Dupla
HOUVE UMA VEZ DOIS VERÕES - Direção e roteiro: Jorge Furtado
Chico, adolescente em férias na “maior e pior praia do mundo”, encontra Roza num fliperama e se apaixona. Transam na primeira noite, mas ela some. Ao lado de seu amigo Juca, Chico procura Roza pela praia, em vão. Só mais tarde, já de volta a Porto Alegre e às aulas de química orgânica, é que ele vai reencontrá-la. Chico quer conversar sobre “aquela noite”, mas Roza conta que está grávida.Até o próximo verão, ela ainda vai entrar e sair muitas vezes da vida dele. 75 min.

O DIÁRIO ABERTO DE R.Direção e roteiro: Caetano Gotardo
Rafael dorme, Rafael espera, Rafael abraça, Rafael deita. Rafael chora. 14 min.

Museu Vivo da Memória Candanga
Horário de visitação: De 3ª feira a domingo, das 9h às 17h.

Endereço: Via EPIA Sul, SPMS, Lote D - Núcleo Bandeirante - DF.
Telefone/ FAX: (61) 3301-3590.

Um comentário:

  1. O Brasil precisava de mais eventos como este. Principalmente nas capitais das grandes cidades. Porque muito brasileiro desconhece a cultura do seu próprio país.
    Vanessa Sagossi,
    comentandoofilme.blogspot.com

    ResponderExcluir

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.