Super Hiper Mega Banner

#880-Os residentes

Os residentes

Ok, esse ano o Festival de Brasília do Cinema Brasileiro tem recebido boas críticas por causa da inovação e coragem em selecionar longas que não teriam praticamente nenhuma chance no mercado comercial, seja pela temática ou pela forma que foi realizado. Agora esse tom alternativo atingiu seu clímax com Os residentes, filme de Tiago Mata Machado.

O longa é uma obra experimental que procura não dar muitas explicações sobre seu propósito e suas intenções. Com duas horas de duração, o que da para compreender é que um grupo de pessoas vive numa casa uma vida alternativa. Eles sequestram uma artista e parecem ser fora da lei por não seguirem regras.
Os residentes
Dividido em blocos, o filme tem algumas imagens boas e momentos interessantes. Mas em compensação alguns capítulos são fracos e destoam dos outros, o que criou uma obra irregular e difícil de digerir. E isso ficou claro com a quantidade de pessoas que abandonou a sala antes do término da projeção.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblog

Os residentes (Brasil, 2010) Dirigido por Tiago Mata Machado. Com Melissa Dullius, Gustavo Jahn, Jeane Doucas, Simone Sales de Alcântara, Dellani Lima, Roberto de Oliveira, Geraldo Peninha, Cassiel Rodrigues e Paulo César Bicalho

Acercadacana


Sinopse: Nos anos 90, com a valorização do etanol e a expansão do latifúndio canavieiro, 15 mil famílias foram expulsas dos seus sítios na zona da mata de Pernambuco. Maria Francisca decidiu resistir.

Esse é um daqueles documentários que você se revoltar e ao mesmo tempo se surpreender com a realidade. O filme mostra uma mulher que luta para manter seu espaço enquanto tudo a sua volta é transformado. Faz abrir os olhos sobre as diferenças sociais no Brasil e como muita injustiça acontece.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblog

Acercadacana (Brasil, 2010) Dirigido por Felipe Peres Calheiros. Com participação de Maria Francisca de Lima, Severino José de Lima, Elizângela Maria de Lima, Waldomiro Francisco Pereira e Daniel Viegas.

Braxília

Sinopse: Documentário cujo foco é o olhar do poeta Nicolas Behr sobre Brasília e a construção de sua cidade inventada, Braxília.

A sinopse não anima, mas a verdade é que Braxília é um delicioso documentárioe que diverte do começo ao fim. 



Nicolas Behr, um dos nomes da poesia mais conhecidos na cidade, é um personagem e tanto. Além de escrever bem ele também fala muito bem. Por isso que o filme foi tão bem sucedido. Boas sacadas no roteiro também colaboram para o sucesso. Recomendado!
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblog

Braxília (Brasil, 2010) Dirigido por Danyella Proença. Com Nicolas Behr e Max von Behr.

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.