Super Hiper Mega Banner

#952-Carros 2


A Disney/Pixar não levou o Oscar de Melhor Animação em 2006 com Carros. Quem recebeu a estatueta dourada foi Happy Feet - O Pinguim. Mas parece que o estúdio, que ganhou o prêmio nos últimos quatro anos (com Ratatouille, Wall-e, Up – Altas Aventuras, Toy Story 3) parece não ter aceitado bem a derrota e lançou a continuação Carros 2, que estreia hoje nos cinemas. Com cópias convencionais e em 3D, o lançamento surpreende pela qualidade técnica e pelo bom ritmo, repleto de ação.

O primeiro filme apresenta o protagonista Relâmpago McQueen. Ele é um carro de corrida que tem como principal preocupação vencer todos os campeonatos. Ele acaba indo parar numa abandonada cidadezinha, local onde aprende que fazer amigos é a maior vitória que alguém pode ter. Vale a pena ressaltar que, no universo do filme, o planeta é habitado apenas por veículos, que se comportam como seres humanos.
A sequência inova em diversos pontos. Para começar, o personagem que tem mais destaque não é McQueen e sim o amigo dele, o guincho enferrujado Mate. Caipira e cheio de boas intenções, ele tem a oportunidade de acompanhar o vitorioso num campeonato que acontece em vários países (Itália, Japão, Reino Unido). Outra novidade é o ar de espionagem que permeia toda a trama. No melhor estilo 007, acompanhamos o Finn McMíssel, um agente secreto que tenta descobrir um plano polêmico que envolve a indústria petrolífera.

Mate se envolve com agentes secretos e, com toda sua ingenuidade, vai enfrentar carros malvados. As locações fotorealistas enchem os olhos pela perfeição. É tudo tão bem feito que é possível se esquecer que é uma animação.
O longa-metragem é muito mais movimentado que o anterior. Talvez por ser tão diferente do primeiro que Carros 2 não consiga emocionar tanto.  Apesar de lidar de temas mais adultos como o uso de combustíveis fósseis em um mundo que também tem uma preocupação ambiental, o resultado é mais infantil do que se pode esperar. Piadas mais maduras não aparecem e a produção é focada mesmo para o público infanto-juvenil, que provavelmente vai se empolgar com as corridas e perseguições que acontecem toda hora.

O filme não trabalha o romance e nem tem aquele ar de nostalgia dos carros antigos do primeiro. A continuação dá prioridade na aventura e na comédia. Um dos antagonistas da trama, por exemplo, é o divertido Francesco Bernoulli. Italiano e com muito sotaque, ele quer provar para todos que é o mais veloz. É por causa do desafio que lança que Relâmpago McQueen decide participar da corrida. A rivalidade dos dois rende boas risadas.
A versão brasileira contou com nomes inusitados na dublagem. A cantora Claudia Leitte dubla Carla Veloso, a competidora carioca. O bicampeão mundial de F1 Emerson Fittipaldi também faz uma participação especial, assim como o locutor Luciano Do Valle e o comentarista José Trajano.
Carros 2 não é a melhor animação da Disney/Pixar, ainda mais depois de filmes tão bons que foram lançados nos anos anteriores. E ainda é cedo para dizer qual é o melhor do ano. E uma curiosidade: Happy Feet 2 também está programado para ser lançado. Também em 3D.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblog

Veja aqui o trailer de Carros 2 dublado em português:


Cars 2 (EUA, 2011) Dirigido por John Lasseter e Brad Lewis: Com as vozes originais de Michael Caine, Owen Wilson, Larry the Cable Guy, Eedie Izzard, John Turturro, Emily Mortimer, Joe Mantegna, Thomas Krestschmann...

Daiblog Quer ver o filme Carros 2?

Um comentário:

  1. Não gosto de animações, esse foi o primeiro que assisti e gostei muito! Super bem feito, e vou tentar assistir à outras boas assim. Saí do cinema satisfeito.

    ResponderExcluir

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.