Super Hiper Mega Banner

#1019-Drive

*Por Bianca Baptista - biancabaptista@daiblog.com.br
Drive inicialmente é considerado a melhor opção para ser visto no cinema pelo público [principalmente feminino] devido o papel principal ser ocupado pelo mais novo destaque em Hollywood: Ryan Gosling (Amor a Toda Prova, A Passagem). Praticamente imortalizado no papel de Noah, em Diário de Uma Paixão, a atuação do ator canadense não é a única boa qualidade do filme.

Gosling interpreta um mecânico que também trabalha como dublê de filmes e ainda faz um freelancer como motorista para atividades ilegais. No entanto, as coisas se complicam quando ele torna-se conhecido da vizinha, Irene, vivida pela inglesa Carey Mulligan (Inimigos Públicos, Orgulho e Preconceito) e Benício, o filho dela.
Com o roteiro desenvolvido por Hossein Amini, adaptado a partir do livro de James Sallis com o mesmo nome, o texto produziu uma estética diferente, um tanto européia com takes parados, poucas falas e também poucas explosões. Um tanto decepcionante para os fãs dos filmes de ação tipicamente norte-americanos. Parece que o diretor Nicolas Refn, dinamarquês radicado em Nova Iorque, tem ainda tem influência do cinema europeu no DNA. Ele levou a Palma de Ouro de de melhor direção no Festival de Cannes de 2011 por causa do trabalho em Drive.
As poucas falas dão maior espaço as expressões e compõem a trama do filme. Além disso, produz um dos melhores pares, de Gosling com Kadeon Leos, ator-mirim que interpreta Benício. Os dois entendem o olhar do outro e consegue ter mais química que o casal Gosling-Mulligan. Um fato excêntrico a ser percebido é que o filme inteiro não revela o nome do papel do protagonista, o que deixa em mente de onde o motorista veio até parar em Los Angeles. Uma dúvida que pode ficar no ar.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblogDaiblogDaiblog
Veja aqui o trailer do filme Drive:


Drive (EUA, 2011). Dirigido por Nicolas Widing Refn. Com Ryan Gosling, Carey Mulligan, Albert Brooks, Ron Perlman, Oscar Isaac...

Um comentário:

  1. Um filme diferente dos tradicionais dramas e ação, o protagonista tem um ar misterioso, que torna o filme tenso diante das situações, em outras até cruel, com poucos diálogos Ryan Gosling consegue dar muito bem conta do recado. É um bom filme.

    ResponderExcluir

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.