Super Hiper Mega Banner

#1021-Cavalo de Guerra

*Por Raíssa Saraiva - raissasaraiva@daiblog.com.br
A relação entre homem e animal já foi contada de inúmeras formas e com diversas combinações de protagonistas: cães, porcos, aves, e até mesmo baleias já foram escalados como parceiros fiéis. Dessa vez, o multipremiado Steven Spielberg (Guerra dos Mundos, Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal) escolheu um cavalo como personagem principal em Cavalo de Guerra, adaptação para os cinemas do livro de mesmo nome de Michael Morpurgo, publicado em 1982.

Na história, o estreante Jeremy Irvine é Albert Narracott, um adolescente inglês que fica abismado ao acompanhar o nascimento de um potro. Apaixonado pelo animal desde o primeiro instante, o jovem tenta em vão se aproximar, até que o destino faz com que seu pai, Ted (Peter Mullan – Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1), arremate o bichinho num leilão. A partir de então, começa a ser construída uma linda relação de amizade entre Albert e Joey, como é batizado o cavalo, que nem mesmo a eclosão de uma guerra é capaz de apagar.
De forma ritmada, Cavalo de Guerra consegue narrar a transformação de Joey de animal arisco a membro admirado do Exército. Durante os quatro anos da Primeira Guerra Mundial, período em que se passa a trama, é possível acompanhar a trajetória do cavalo pela Europa e as pessoas que tiveram suas vidas influenciadas por sua presença: o oficial inglês, os irmãos alemães, o avô e a neta franceses etc. Em todas as situações, Joey deixa uma marca.
Forte concorrente na temporada de prêmios deste ano, inclusive já tendo sido indicado ao Globo de Ouro de Melhor Filme – Drama, a produção tem bela fotografia e impressiona pela trilha sonora, composta pelo também aclamado John Williams (responsável por clássicos como Indiana Jones e Guerra nas Estrelas). Apesar da longa duração, a história consegue se desenvolver bem, sem se tornar monótona.
Merece atenção a participação de Emily Watson (Meu Monstro de Estimação) como a matriarca da família Narracott, Rosie, que mesmo calejada pela vida pobre no campo não perde a força e a compreensão de figura feminina da casa. Outra participação curiosa é a do pato de estimação da família, um verdadeiro “cão” de guarda da casa que arranca gargalhadas dos espectadores em vários momentos da trama.
Uma das cenas mais interessantes (e acreditem, são várias) é a trégua temporária entre ingleses e alemães provocada pelo cavalo Joey. Com um desfecho ainda mais inusitado, a sequência provoca um misto de ansiedade, diversão e piedade. Tudo misturado. Difícil apontar pontos negativos em Cavalo de Guerra. Uma delicada trama que faz um passeio pela história mundial e transborda conceitos como amor, compreensão e amizade. Um filme de guerra com tantas cenas de ação quanto de doçura. Uma história capaz de emocionar até mesmo aqueles que nem gostam tanto assim de animais.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblogDaiblog

Veja aqui o trailer do filme Cavalo de Guerra:


War Horse (EUA, 2011) Dirigido por Steven Spielberg. Com Jeremy Irvine, Peter Mullan, Emily Watson, Niels Arestrup, David Thewlis, Tom Hiddleston, Benedict Cumberbatch, Celine Buckens, Toby Kebbell, Patrick Kennedy, Leonhard Carow, David Kross...

Um comentário:

  1. Cavalo de Guerra, é um filme com a assinatura do sempre excelente Steven Spielberg, traz sua marca em todos os quesitos técnicos, de fotografia, trilha sonora e cenografia. Uma estória cativante, que causa empatia com o protagonista, que é o cavalo Joey. Em meio ao caos da guerra, há momentos de pura sensibilidade e inusitados, ótimo filme.

    ResponderExcluir

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.