Super Hiper Mega Banner

#1043-A Bela e a Fera 3D


*Por Ray de Aguiar - raydeaguiar@daiblog.com.br

Depois do relançamento de O Rei Leão nos cinemas em 3D, é a vez do clássico de 1991, A Bela e a Fera, vencedor do Oscar de melhor canção original e melhor trilha sonora, e o primeiro filme de animação a ser indicado ao Oscar de melhor filme. Apesar de não ter levado o mais cobiçado prêmio da Academia, não seria injusto se tivesse. A história de um príncipe mimado e egoísta, que por isso fora transformado em monstro e precisa aprender amar e ser correspondido para quebrar o feitiço, encanta crianças e adultos. A temática do respeito com as diferenças se faz presente, algo explorado em inúmeros filmes da Disney, como Tarzan, de 1999.

As canções são ótimas, o humor bem dosado, o drama muito bem construído. Com tanto sucesso, o caminho para se tornar um musical na Broadway surgiu naturalmente. Méritos para Alan Menken e Howard Ashman, responsáveis também pela trilha sonora de A Pequena Sereia. Infelizmente, Howard faleceu antes do lançamento de A Bela e a Fera. O filme é dedicado a ele nos créditos finais. Nada mais justo para alguém que ajudou a fazer história.
Com tantos elogios, é difícil imaginar um ponto fraco em A Bela e a Fera. Resta então, analisar a conversão para o 3D. Por não ter sido feito com a tecnologia em mente, o efeito 3D é muito sutil, perceptível em poucas cenas e não chega a fazer muita diferença para a versão em 2D. Mesmo assim, vale conferir o trabalho de acrescentar detalhes para dar um senso de profundidade. Pode até ser que o relançamento seja apenas para lucrar mais. Mas quando se trata de um clássico do cinema, é justificável, porque quem sai ganhando é o público, por ter a chance de ver (ou rever) na tela grande a “maior história de amor já contada”.
A próxima investida da Disney nos relançamentos em 3D será Procurando Nemo, programado para setembro. Talvez o recurso 3D seja mais perceptível, mas assim como em O Rei Leão e A Bela e a Fera, será a história que mais irá agradar quem for conferir. Estes dois filmes fazem parte de uma era de ouro da Disney, retomada em 1989 com A Pequena Sereia. Talvez o relançamento nos cinemas nos lembre que, por mais avançada que seja uma tecnologia, ela deve sempre servir para ajudar a contar uma história, e não para ofuscá-la. Ou seja, os efeitos podem ser bonitos, mas de nada adiantam sem um bom conteúdo. É a mensagem de A Bela e a Fera, que já sabemos há muito tempo, mas não custa relembrar. Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblogDaiblogDaiblog
Veja aqui o trailer do filme A Bela e a Fera 3D:

Beauty and the Beast (EUA, 1991) Direção: Gary Trousdale e Kirk Wise. Com: Paige O’Hara, Robby Benson, Richard White, Jerry Orbach, Angela Lansbury, David Ogden Stiers, Bradley Pierce, Jesse Corti, Rex Everhart...

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.