Super Hiper Mega Banner

Entrevista com a atriz Lynn Collins

É sabido entre as atrizes e também entre todos que bons papéis femininos no cinema são difíceis de aparecer. Interpretar uma esposa, namorada ou melhor amiga é muito fácil de fazer — esses papéis são comuns. Mas papéis inteiramente desenvolvidos que retratem mulheres fortes e inteligentes, menos ainda que saibam usar uma espada e consigam dar conta de si mesmas em batalhas, são raros ou até inexistentes. Imagine, então, como Lynn Collins (X-Men Origens: Wolverine) está empolgada de interpretar a princesa Dejah Thoris no filme de aventura de ação do escritor/diretor premiado pela Academia® Andrew Stanton, John Carter: Entre Dois Mundos.

Fala sobre o sua personagem no filme John Carter: Entre Dois Mundos.
Dejah Thoris é a Regente das Ciências e das Letras, então ela é uma mulher muito inteligente. Ela também é a princesa de Helium, que é uma das cidades de Marte. Não se sabe de fato onde exatamente elas estão no que se refere à história em Marte no filme, mas se sabe que as mulheres são consideradas iguais e que há mulheres e homens lutando juntos. Eu achei tão maravilhosamente moderno e muito empolgante participar disso. Eu acho que Dejah está em contato com ambos os lados de si mesma, o masculino e o feminino, e é tão poderoso. E, como atriz, é muito recompensador interpretar alguém que na verdade é tão bem equilibrado nos lados masculino e feminino em que a parte de ser uma princesa no sentido clássico surge de forma apenas sutil. É tal empolgante trabalhar em uma personagem como essa porque ela é uma força feminina muito forte, com todas as vulnerabilidades de uma mulher, mas com força também.
O que a atraiu para o filme quando eles fizeram a proposta a você?
Senti-me atraída pelo projeto desde o comecinho, porque não é sempre que aparece no meu radar um papel feminino poderoso e forte. Então, eu estou mais do que grata por estar fazendo Dejah Thoris. Há também uma mensagem que é um paralelo com a Terra e nossa progressão que realmente me conecta emocionalmente a esse filme. Há um pano de fundo de consciência social com que estamos trabalhando que alimenta um nível mais profundo na minha opinião. No fim das contas, é isso que me desperta toda manhã.

Como você se preparou mentalmente para o papel?
Pensei comigo mesma, como seria a mulher ideal para mim, como guerreira, com princesa e como alguém que governa um povo? Eu realmente me concentrei naquelas ideias e deixei que elas ficassem no meu subconsciente. Houve momentos em que achei que fosse muita coisa para incorporar, mas tem algo arquetípico sobre Dejah Thoris. Então eu meio que saí do caminho e simplesmente me deixei ser um canal para essa força feminina poderosa.
Qual foi o seu maior desafio como atriz ao interpretar esse papel?
Eu estava bem nervosa de chegar e ter que fazer grande parte do trabalho com a espada, mas depois de uma semana de treinamento, eu já estava tão à vontade com a minha espada que a batizei de "Kitten". Kitten e eu temos uma ligação agora, então não tem mais tanto medo rolando.

O seu papel envolveu um lado físico?
Há muitas cenas de luta e trabalho com cabos. Eu tinha um medo horrível de altura, mas esse medo desapareceu completamente por causa desse filme. O personagem de Taylor, John Carter, dá muitos saltos e muitos desses saltos envolvem me segurar. Então eu sou lançada para todo lado no processo. É um trabalho difícil, mas é tão bom ter um diretor em quem se pode confiar e acreditar que o esforço que se investe vai ser recompensado.
Você gosta de papéis no gênero ficção científica?
Sempre sonhei em interpretar um personagem feminino poderoso, qualquer que fosse o gênero. Eu fiquei tão feliz de ver, no papel, uma personagem assim tão poderosa, carismática e forte. Eu pulei de alegria com a oportunidade e fiquei empolgada só de ser considerada para o papel. Estou muito empolgada de estar aqui.

O que achou dos seus figurinos?
Os figurinos de Mayes Rubeo são ótimos. Ela é uma designer incrível. Meus figurinos variam de trajes de guerra a um vestido de casamento, que foi bem espetacular com todos os cristais Swarovski. O visual dos figurinos de Dejah me deixaram bem pouco vestida em algumas ocasiões, mas eu me acostumei com eles!

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.