Super Hiper Mega Banner

#1068-Barton Fink - Delírios de Hollywood

*Por Antônio da Mala


Mais um dos vários clássicos dos irmãos Coen, Barton Fink - Delírios de Hollywood é um filme que discute o valor da arte, suas implicações e possíveis significados. Tamanha é a multiplicidade de entendimentos do filme que até hoje elucida discussões. Foi o vencedor do Palme d’Or (no festival de cinema de Cannes) e nominado a 3 categorias do Academy Awards, em 1991.

A trama gira em torno de Barton Fink, um escritor que, após ser ovacionado por uma peça de grande sucesso, recebe um convite para trabalhar no roteiro de um filme para Hollywood. Chegando lá, ele se depara com um terrível bloqueio criativo e acaba se envolvendo com pessoas de esquisitas inclinações.
A direção, como já é costumeiro nos filmes dos irmãos Joel e Ethan Coen, é o grande destaque do filme. Os atores todos trabalharam muito bem durante a produção toda, mas é inegável que o toque dos Coen é que conseguiu reunir todas esses exóticos personagens num excepcional longa-metragem.
A transcrição do labor do escritor é muito bem estabelecida nas duas horas do filme, ultrapassando o metalinguístico sobre a arte em geral e se torna uma extensa metáfora para o fascismo, escravidão, religião e dinheiro. O filme utiliza um ar surreal deixando uma ambiguidade entre o que é real e o que é delírio do personagem principal, fazendo com que a figura peculiar de Fink até pareça a mais normal no meio de tantos personagens ensandecidos.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblogDaiblogDaiblog  

Veja aqui o trailer do filme Barton Fink:

Barton Fink (EUA / Reino Unido, 1991) Dirigido por Joel Coen e Ethan Coe. Estrelando John Turturro, John Goodman, Judy Davis, Michael Lerner, John Mahoney, Tony Shalhoub, Jon Polito, Steve Buscemi, David Warrilow...

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.