Super Hiper Mega Banner

Crítica: Rock of Ages - O Filme


*Por Raíssa Saraiva - raissasaraiva@daiblog.com.br

Esqueçam as drogas, o álcool, as cenas pesadas de sexo e nudez. Respirem a atmosfera visual dos anos 1980, os figurinos, os cabelos, e, sobretudo, entreguem-se à paixão pelo rock n’roll. Esta é a realidade de Rock of Ages – O Filme, musical-pop-fofinho dirigido por Adam Shankman (Hairspray - Em Busca da Fama) cujo objetivo principal é ser uma ode à música.
A jovem Sherrie (a ex-coreógrafa do reality Dancing with the Stars, Julianne Hough) deixa sua pequena cidade natal para tentar a carreira de cantora na grande Los Angeles. Um acidente de percurso faz com que ela esbarre em Drew Boley (o ator e cantor latino Diego Boneta, da novela Rebelde), um rapaz com os mesmos objetivos e que trabalha num badalado clube de rock da Sunset Strip. Juntos, Drew e Sherrie vão aprender que os caminhos para o amor e a fama podem ser cheios de percalços e que dificilmente trilham juntos a mesma estrada.



Baseada numa peça da Broadway, a trama de Rock of Ages – O Filme é como uma jukebox gigante (aquelas maquininhas famosas nos Estados Unidos onde é possível escolher a música de um ambiente com apenas uma moeda) acompanhada das cenas típicas de musicais, onde até a situação mais banal vira palco de uma cantoria cheia de agudos e uma coreografia elaborada regada a efeitos de luz.
Ainda que a história central dos protagonistas centrais deixe brechas, os espaços são maravilhosamente preenchidos por coadjuvantes inspirados: Paul Giamatti (que já havia soltado a voz em Duets – Vem Cantar Comigo) faz um empresário da música capaz de tudo para alcançar o sucesso; Catherine Zeta-Jones (Sem Reservas) interpreta uma careta primeira-dama disposta a acabar com a influência do rock nos jovens; Malin Akerman (Vestida para Casar) é uma atrevida repórter da Rolling Stones; além de Alec Baldwin (Para Roma, Com Amor) e Russell Brand (Meu Malvado Favorito), que protagonizam um dos momentos mais hilários da trama ao som de Can’t Fight This Feeling.
O destaque da produção é sem dúvida a participação de Tom Cruise (Missão: Impossível - Protocolo Fantasma). Completamente confortável no papel do roqueiro excêntrico e decadente Stacee Jaxx, o ator dá um verdadeiro show de expressão corporal e interpretação, desbancando fácil, fácil o resto do elenco. Alguns podem achar a exibição caricata, mas será impossível não acreditar ao menos por um minuto que estamos vendo a performance de um verdadeiro líder do rock.
Aliás, existirão aqueles que poderão dizem que o filme todo é caricato, com seu rock clean; as letras das músicas exibidas na tela para cantar junto; sua versão a-la Glee para clássicos de Poison, Journey, Foreigner, Extreme, Bon Jovi, entre outros; sua atmosfera inocente... Encare como uma homenagem à música e jogue a primeira pedra aquele que não se flagrar cantarolando ou balançando o corpo no ritmo da melodia. É diversão na certa, e com uma trilha sonora de tirar o chapéu.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblog
Veja aqui o trailer de Rock of Ages - O Filme:
Rock of Ages (EUA, 2012). Dirigido por Adam Shankman. Com Diego Boneta, Julianne Hough, Tom Cruise, Alec Baldwin, Catherine Zeta-Jones, Paul Giamatti, Russell Brand, Mary J. Blige, Malin Akerman, Bryan Cranston, Angelo Valderrama…


Um comentário:

  1. Show esse filme!! Um musical eletrizante e emocionante, como atuações e performances primorosas e empolgantes, com um elenco de peso dando um ritmo muito bacana ao filme... show de bola!!

    ResponderExcluir

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.