Super Hiper Mega Banner

Nove filmes para o Dia dos Pais

Assim como foi feito no Dia dos Namorados, a nossa equipe fez uma seleção de filmes temáticos para o Dia dos Pais (comemorado no Brasil sempre no segundo domingo de agosto). São títulos dos mais diversos gêneros (terror, comédia, animação) que, de uma forma ou de outra, dialogam com esta importante figura familiar. Vamos conhecer?

*Ray de Aguiar - raydeaguiar@daiblog.com.br
1- O Paizão:
Adam Sandler interpreta Sonny, um cara que está sempre fugindo de suas responsabilidades e só quer comer e dormir o dia inteiro. Um dia, um garoto chamado Julian aparece em sua porta com um bilhete explicando que sua mãe morreu e seu pai é o melhor amigo de Sonny, que está viajando a negócios. Eis que Sonny percebe a possibilidade de provar que é maduro o suficiente para cuidar de uma criança e, assim, reconquistar o respeito de seus amigos e, principalmente, de seu próprio pai. Comédia imperdível e um dos melhores filmes de Sandler.
2- Star Wars: Episódio VI – O Retorno de Jedi:
Depois de descobrir que Darth Vader é seu pai, numa das cenas mais marcantes da história do cinema, Luke Skywalker precisa enfrentá-lo novamente para se tornar um cavaleiro Jedi e restaurar a paz na galáxia. Enquanto a Aliança Rebelde luta contra as forças do Império numa batalha final, Luke tenta trazer seu pai de volta para o lado bom da Força e derrotar o Imperador. Uma bonita história de redenção que se passa numa galáxia muito, muito distante, mas que se mantém sempre atual.
3- Procurando Nemo:
Marlin é um peixe-palhaço que vive com seu filho, Nemo. Depois da perda de sua esposa, Marlin tornou-se superprotetor em relação ao filho e está sempre de olho no pequeno. Depois de uma discussão entre os dois, Nemo resolve se aventurar pelo mar, mas acaba sendo capturado e vai parar em um aquário na Austrália. Cabe a Marlin, com a ajuda da desmemoriada Dory, nadar por todo o oceano em busca de Nemo. Uma maravilhosa animação com uma linda lição que só a Pixar e a Disney sabem fazer.
* Michel Toronaga (micheltoronaga@daiblog.com.br):
4- Tão Forte e Tão Perto:
O filme fala da importante relação entre um pai e seu filho. Mesmo com a morte do homem nos atentados de 11 de setembro, a presença paterna ressoa durante toda a projeção, quando acompanhamos a saga do menino em busca de um milagre. A motivação do pequeno protagonista gira em torno da saudade e dos ensinamentos que foram passados pelo pai.
5- Querido Frankie:
Para tentar reparar uma mentira cultivada por muito tempo, uma mãe contrata um estranho para se passar (por alguns dias) pelo pai de um garoto, que sempre sonhou em conhecê-lo. Este drama é tocante e sensível, tratando o tema com um roteiro delicado.
6- O Padrasto:
Aproveitando da carência de mulheres divorciadas ou viúvas, um serial killer se infiltra em famílias como um bom padrasto. Mas a verdade logo surge, para desespero de quem percebe suas verdadeiras intenções. O remake não chega aos pés do filme original, um bom suspense que mostra como a ausência de um pilar familiar pode servir de brecha para que o perigo entre nas vidas das pessoas.
* Raíssa Saraiva (raissasaraiva@daiblog.com.br):
7-O Pai da Noiva:
Filme obrigatório para pais de meninas, o clássico da Sessão da Tarde O Pai da Noiva traz Steve Martin como um superpai coruja que não aceita perder a filhota para o futuro marido da moça. A mãe, vivida por Diane Keaton, até tenta controlar o ciúme do paizão, mas as tentativas são em vão. Perfeito para o fim de tarde do domingo e doce na medida certa para curtir a data especial com uma dose de amor entre pai e filha.
8-Uma Babá Quase Perfeita:
Que os pais fazem tudo pelos filhos, todo mundo sabe. Mas que pai se disfarçaria de mulher só para ficar perto da prole? Robin Williams fez isso. Em Uma Babá Quase Perfeita, um pai divorciado e morto de saudades dos filhos se transforma em uma simpática velhinha para se tornar a babá das crianças. Aos poucos, ele (ou seria ela?) vai ganhando o carinho e a confiança dos filhos de uma outra maneira, e passa a ter também uma visão diferente da sua relação com os pequenos e com a ex-esposa, interpretada pela tarimbada Sally Fields.
9-A Vida É Bela:
Quer um exemplo de pai mais apaixonado do que Roberto Benigni em A Vida é Bela? Impossível. Vale a pena conhecer o esforço do homem que fez de tudo para preservar a inocência do filhinho judeu em um campo de concentração em plena Segunda Guerra Mundial. É de chorar bastante e curtir abraçadinho com o paizão.

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.