Super Hiper Mega Banner

#1116-As Vantagens de Ser Invisível

*Por Raíssa Saraiva - raissasaraiva@daiblog.com.br

Os filmes para adolescentes (ou sobre eles) podem ser realmente muito bons quando se dá uma chance. É claro que existem tramas superficiais, clichês e outros pontos que tornam o gênero persona non grata entre os apaixonados e críticos de cinema. Mas de vez em quando surge uma pérola tão bem trabalhada que é difícil resistir. É isso que o diretor Stephen Chbosky faz em seu segundo filme, As Vantagens de Ser Invisível, trama baseada no livro homônimo de sua autoria.

Charlie (Logan Lerman – Percy Jackson e o Ladrão de Raios) é um tímido garoto de 15 anos dono de uma turbulenta bagagem psicológica. Ao ingressar no ensino médio, ele decide participar da experiência como um adolescente comum, apesar de ser totalmente alheio aos comportamentos de outros jovens de sua idade. Um fato inusitado o faz se aproximar de Patrick (Ezra Miller – Precisamos Falar Sobre o Kevin) e sua meia-irmã Sam (Emma Watson a eterna Hermione Granger) dois formandos que gostam de levar a vida de maneira alternativa. Aos poucos, Charlie se (re)enamora pela vida e descobre que ser invisível não é tão divertido quanto ter amigos.
O fato de o livro ser adaptado para o cinema pelas mãos do próprio autor confere uma sutileza enorme à produção; o roteiro é bem amarrado, afinal, ninguém conhece mais os personagens do que ele mesmo. Mas não é só isso que torna As Vantagens de Ser Invisível uma história apaixonante. A delicadeza como se abordam temas pesados (como a relação entre Charlie e sua Tia Helen, e o namoro insalubre da irmã do protagonista, vivida por Nina Dobrev, de Os Diários do Vampiro), a trilha sonora primorosa e a forma sensível como são apresentados os problemas dos adolescentes conquistam o espectador, que se vê literalmente sugado para dentro da história.
Auxiliados por rostos famosos como Joan Cusack (a médica), Dylan McDermott (o pai) e Paul Rudd (o mentor e professor de inglês), o trio protagonista da trama dá um banho de interpretação. Ezra Miller convence como um jovem homossexual atormentado por um amor secreto, Emma Watson enterra definitivamente a bruxinha da Saga Harry Potter no papel de uma jovem marcada por um passado libertino, e Logan Lerman mostra uma versatilidade incrível ao dar vida a um garoto solitário e até mesmo estranho que busca com todas as forças se encaixar na verdadeira classe social que é o segundo grau. Suas descobertas sobre amor, amizade, lealdade e futuro lembram, bem de longe, a essência de outro clássico teen – O Clube dos Cinco.
A fragilidade exposta na construção da personalidade de um futuro adulto provoca reflexões. A mensagem principal da produção liderada por Chbosky, entretanto, é bem clara: nós aceitamos o amor que achamos merecer, mas nem sempre precisa ser assim.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblogDaiblog

Veja aqui o trailer do filme As Vantagens de Ser Invisível:

The Perks of Being a Wallflower (EUA, 2012). Dirigido por Stephen Chbosky. Com Logan Lerman, Emma Watson, Ezra Miller, Paul Rudd, Dylan McDermott, Kate Walsh, Melanie Lynskey, Mae Whitman, Nina Dobrev, Johnny Simmons, Nicholas Braun, Joan Cusack…

Um comentário:

  1. Um ótimo filme, que aborda questões bem mais complexas do que se imagina, com personagens bem construídos, atuações excelentes e agradáveis de Emma Watson, Logan Lerman e Ezra Miller, como protagonistas e todos os coadjuvantes também. Com diálogos inteligentes, o filme traz à tona o conflito da adolescência. Gostei!

    ResponderExcluir

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.