Super Hiper Mega Banner

Atriz de Tainá - A Origem não falava português

Uma das grandes novidades do terceiro filme da trilogia sobre a indiazinha Tainá é a nova intérprete da personagem-título, a menina Wiranu Tembé. Com apenas cinco anos, Wiranu foi descoberta na Aldeia Tekohaw, no Pará, e escolhida dentre 2.200 meninas de toda a região amazônica. Mesmo tendo dois anos a menos que a personagem do roteiro original, se saiu tão bem nos testes realizados pelo produtor de elenco Claudio Barros, seu descobridor, que acabou ganhando o papel e provocando uma readaptação do roteiro. Até começar a se integrar à dinâmica para a preparação das filmagens, Wiranu nunca havia deixado sua aldeia e não falava português. “Na aldeia dela, os pequenos começam a aprender português quando vão para a escola, aos sete anos. Mas ela é tão inteligente e perspicaz que em poucas semanas já estava falando o idioma”, conta Claudio Barros. Em pouco tempo também, segundo a diretora Rosane Svartman, Wiranu já entendia tudo de câmera: sabia como se colocar para ficar na luz e no enquadramento corretos.
Assim como Tainá, o bicho preferido de Wiranu é a onça, que ela também acredita viver dentro dela. A pequena indiazinha é a segunda de uma família de cinco filhos e seu brinquedo favorito é um arco e flecha, presente do avô. Ela também tem um macaquinho de estimação, cujo nome é Macaco! Wiranu tem muito carisma e rapidamente conquistou toda a equipe. Para ela, filmar era quase como brincar e algumas de suas brincadeiras foram incorporadas ao filme, como sua destreza em subir nos pés de açaí e manejar o arco e flecha. Tainá – A Origem tem direção de Rosane Svartman e produção de Pedro Carlos Rovai e Virgínia Limberger. O filme estreia nos cinemas no dia 8 de fevereiro.

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.