Super Hiper Mega Banner

#1050-Dentro da Casa

Quem gosta de dar uma espiadinha? A curiosidade de saber mais sobre a vida alheia motiva muitas pessoas. Seja para que elas paguem por um canal de TV só para acompanhar o cotidiano de participantes de um reality show ou para reunir um grupo com o objetivo de colocar a fofoca em dia. Este é um dos temas principais do novo trabalho do cineasta François Ozon (Amor em Cinco Tempos): Dentro da Casa. O filme também fala sobre a força da narrativa, o poder de fisgar a atenção de um leitor e fazer com que ele simplesmente não deixe de ler.

O longa-metragem é centrado em Germain (Fabrice Luchini), professor de literatura que, desestimulado pela falta de interesse de sua turma, se surpreende ao ler um texto de Claude (Ernst Umhauer). O aluno não só escreve bem, como também usa o dever de casa para contar mais sobre sua aventura na casa do melhor amigo. O texto, que mostra um pouco sobre a vida privada do colega da escola, se encerra com se fosse um livro inacabado, numa história que passa a ser descrita a cada encontro.
Curioso, Germain incentiva a produção de novos capítulos. Ele quer exercitar o talento do aprendiz na escrita e, de quebra, saber mais sobre o inusitado interesse do adolescente pela mãe do amigo (Emmanuelle Seigner, de O Escanfandro e a Borboleta, Giallo - Reféns do Medo). Quem acompanha pelo cinema, compartilha do mesmo sentimento. Percebe-se, claramente, que Claude não é um menino qualquer. Sua ironia madura e persuasão chegam a assustar. E quando o que é narrado nas páginas fica cada vez mais intrigante e perigoso, é criado um interessante jogo de aparências onde paira no ar a dúvida se o relato é ou não uma ficção.
Inspirado numa peça teatral do espanhol Juan Mayorga, o roteiro provoca questionamentos sobre conceitos da privacidade e as noções de arte (com a personagem Kristin Scott Thomas, esposa de Germain). Dentro da Casa é repleto de bons diálogos e possui um ritmo ótimo. Assim como o professor, somos seduzidos pela experiência de Claude. Ele, numa personificação moderna de Sherazade, é capaz de fazer o educador abandonar seus próprios princípios éticos e sustenta o mistério da trama com segurança.
No excelente plano final, com uma imagem que lembra muito a visão voyeurista que Hitchcock desenhou em Janela Indiscreta, fica aberta uma reflexão sobre as infinitas possibilidades do ato de escrever. Também está no ar uma certeza, Ozon cada vez mais se consagra como um dos fortes representantes do cinema francês.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblogDaiblog
 
Clique aqui para ver o trailer do filme Dentro da Casa.
 
Dans la Maison (França, 2012) Dirigido por François Ozon. Com Fabrice Luchini, Ernst Umhauer, Kristin Scott Thomas, Emmanuelle Seigner, Denis Ménochet, Bastien Ughetto, Jean-François Balmer, Yolande Moreau...

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.