Super Hiper Mega Banner

#1052-Homeland

*Por Bianca Baptista - biancabaptista@daiblog.com.br

Marcando o retorno da atriz Claire Danes à TV, assim como de outros atores, como Damian Lewis e Mandy Pantikins, Homeland possui um enredo um tanto quanto inovador para padrões televisionados, além de uma qualidade de escrita surpreendente. Já renovada para a segunda temporada pela Showtime, mesma emissora nos Estados Unidos que produz o sucesso Dexter, a série trata de um departamento da CIA responsável por analisar prováveis atentados ao país, como se há de pensar, em crise depois do 11 de setembro.

Carrie Mathinson (Danes) é uma das analistas deste departamento e que praticamente enlouqueceu de culpa por não ter identificado o que iria acontecer em 2001, em Nova Iorque e em Washington. Por isso ela leva até as últimas consequências quando descobre uma suspeita de atentado terrorista, que estremece a relação pessoal e profissional com o próprio treinador e mentor, Saul (Mandy Pantinkis, o Rube da finada série Dead Like Me). Mathinson começa a desconfiar quando o oficial Nicholas Brody (Damien Lewis) é resgatado com vida do Iraque depois de passar oito anos prisioneiro de um terrorista. Ela consegue uma informação de que Brody foi transformado em agente duplo para os árabes e tornou-se terrorista.
É um terror psicológico que nenhum norte-americano espera que realmente ocorra na vida real, mas bem delineado para uma temporada de seriados com pouco teor de seriedade. Exatamente por esse aspecto que críticos, como Tim Goodman do The Hollywood Reporter, menciona a atração como um seriado brilhante. Robert Bianco, do Critics Corner do USA Today, já fala como um dos melhores dramas do momento na televisão, e ainda arrisca indicações ao Emmy para Danes e Lewis como melhores atores.
No entanto, apesar de bem cotado, caso os roteristas da série, Alex Gansa, Howard Gordon e Gideon Raff (também responsáveis pela criação de outras como 24 Horas, e Arquivo X) não resolvam aos poucos os mistérios, a volta do fuzileiro sargento Brody, pode futuramente causar um comprometimento no seriado, e sem volta. Mas graças às experiências anteriores, e bem sucedidas do trio, indica que isso está longe de acontecer.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblog

Veja aqui o trailer da série Homeland:
 
Homeland (EUA, 2011). Dirigido por Michael Cuesta. Com Claire Daines, Damien Lewis, Mandy Pantinkis, Morena Baccarin...

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.