Super Hiper Mega Banner

9 filmes para o Dia Internacional da Dança


Dois pra lá, dois pra cá, depois gira, rodopia e faz bonito. Dançar não é para todos, mas o que ninguém discute é que é uma prática bonita, divertida e saudável. A redação do Daiblog - Diversão * Arte * Informação decidiu fazer um especial para comemorar o Dia Internacional da Dança (29 de abril) com nove dicas de filmes relacionados com o tema. Leia a seguir:

Michel Toronaga - micheltoronaga@daiblog.com.br

1-Billy Elliot
Com direção de um dos cineastas com uma filmografia impecável, Billy Elliot diverte e emociona. O diretor Stephen Daldry conta a história do garoto que não gosta das aulas de boxe e decide fazer balé. Sem apelar para os típicos clichês, o longa-metragem mostra a paixão pela dança. Foi o primeiro trabalho protagonizado por Jamie Bell, que depois fez King Kong, Jumper, As Aventuras de Tintim - O Segredo do Licorne e outros filmes.

2-Suspiria
Uma dançarina viaja para estudar numa das escolas mais famosas de balé. O que ela não podia imaginar é que o lugar é comandado por terríveis bruxas. Essa trama simples foi responsável por um dos filmes mais famosos de Dario Argento e que deu origem a uma trilogia. Com uma fotografia com cores fortes e bem definidas, além da trilha sonora inesquecível, merece destaque na lista de hoje por causa da cena final, com uma fuga que se parece uma dança.

3-Rumba
Uma comédia que pode causar gargalhadas para uns e apatia para outros. Rumba conta a história de um casal apaixonado que sempre vence concursos de dança. A vida dos dois é modificada após um terrível acidente de carro que causa amputação de uma perna e uma terrível sensação de culpa no motorista. O humor varia do sutil ao grosseiro, num resultado engraçado.

Raissa Saraiva - raissasaraiva@daiblog.com.br

4-O Sol da Meia-Noite
Todo bailarino que se preze já viu O Sol da Meia-Noite (1985). Ou pelo menos, já ouviu falar de Mikhail Baryshnikov, um dos maiores nomes da dança, que, inclusive, se apresentou no Brasil em 2010. Na história, ele é um famoso bailarino russo que desertou da União Soviética na Guerra Fria.  Durante uma viagem, seu avião sofre uma pane e é obrigado a pousar na URSS, onde acaba preso e passa a ser vigiado pelo serviço secreto do país, a KGB, na gélida região da Sibéria (onde em determinada parte do ano, o sol nunca se põe; daí o título). Além dos espiões, o rapaz é vigiado de perto por Greenwood (outro mago da dança, Gregory Hines), um dançarino norte-americano que fugiu dos EUA depois da Guerra do Vietnã e casou-se com uma russa (Isabella Rossellini). A relação que começa tensa entre os rapazes vai se transformando numa grande amizade coroada pelo amor à dança.  Baryshnikov e Hines protagonizam coreografias que se tornaram cenas clássicas para o mundo da dança e ainda ajudaram a catapultar uma histórica trilha sonora, liderada pela melódica Say You, Say Me, de Lionel Ritchie.

5-A Última Dança
Iniciado no mundo da dança pela mãe – ela própria dançarina – Patrick Swayze já era um bailarino clássico completo aos 20 e poucos anos. Foi nessa época que se apaixonou por uma das alunas da mãe, Lisa Niemi, com quem se casou e passou o resto da vida. Em 2003, Patrick e Lisa estrelaram o singelo A Última Dança, onde encarnam ex-namorados separados pelo destino. Na história, Swayze, Niemi e George De La Pena formam um trio de bailarinos que protagonizam uma coreografia brilhante, mas que nunca chegou a ser apresentada. Anos mais tarde, os três se reúnem para executar a peça e assim ajudar a companhia de balé que fizeram parte, e que se encontra ameaçada pela morte do principal coreógrafo. Mas ainda que a paixão pela dança persista entre eles, o tempo que passou mudou profundamente suas vidas, e os três precisarão se reencontrar individualmente para interpretar a sequência de passos que alterou suas carreiras para sempre.

6-Sob a Luz da Fama
O que acontece quando alguém é apaixonado pela dança, mas não tem o suficiente para se tornar um profissional? Esse é o principal conflito de Sob a Luz da Fama (2000), romance levinho que conta a história de uma turma de bailarinos se preparando para audições na prestigiada Academia Americana de Ballet. Enquanto Jodie (Amanda Schull) é uma inocente moça do interior que quer dançar mais do que tudo na vida, porém sem a técnica necessária; Maureen (Susan May Pratt) é o estereótipo de bailarina perfeita, mas completamente infeliz com sua história. O bacana é acompanhar a verdadeira jornada que cada um dos candidatos, homens e mulheres, passam para alcançar o grande sonho de ter uma carreira na dança. Seja largando família e amigos, lutando contra a balança ou brigando com a rígida realidade do balé profissional, o que esses jovens realmente buscam é encontrar a si mesmos, para, quem sabe, chegar ao sucesso fazendo o que realmente amam. Se você acha que a vida de bailarina é fácil, ou que ‘homens de verdade’ não dançam, esta é a história que pode ajudar a mudar sua opinião.

Ray de Aguiar - raydeaguiar@daiblog.com.br

7- Cisne Negro
Filme de suspense psicológico que rendeu a Natalie Portman o Oscar de Melhor Atriz. Nina (Portman) é uma bailarina numa companhia de balé em Nova York. Vive com a mãe superprotetora, que a pressiona para se aperfeiçoar na dança, uma vez que ela própria era uma bailarina que se aposentou em razão da gravidez. Eis que o diretor da companhia decide escolher uma nova bailarina para o espetáculo O Lago dos Cisnes e Nina é a principal candidata ao papel. Até que surge uma novata, Lily (Mila Kunis), que impressiona o diretor por ser mais apta ao papel do Cisne Negro, que exige sensualidade e malícia. Atormentada pelo medo de perder o papel, Nina começa a desenvolver seu lado mais obsceno, o que ameaça sua própria sanidade. Genial filme do diretor Darren Aronofsky, com momentos assustadores e uma cena polêmica envolvendo Nina e Lily.

8-Teenagers - As Apimentadas
Kirsten Dunst é Torrance, capitã da equipe de cheerleaders (líderes de torcida) do time de futebol americano universitário San Diego Toros. O time é uma desgraça em campo, mas as cheerleaders fazem sucesso, sendo penta-campeã do torneio anual de coreografias entre cheerleaders. Quando Torrance começa a treinar sua equipe, descobre que a capitã anterior plagiava as coreografias de uma outra equipe, os Clovers. Percebendo que as cheerleaders dos Toros conquistaram títulos em cima de outra equipe, Torrance se compromete a correr contra o tempo e criar coreografias únicas e originais, de modo a provar que sua equipe realmente é merecedora de reconhecimento. Ah, tem uma boa dose de romance e comédia também, com a dupla masculina de líderes de torcida e Jesse Bradford fazendo o interesse romântico da protagonista. É mais voltado pra mulherada, mas o público masculino pode apreciar os belos rodopios das meninas de saias.

9-Happy Feet - O Pinguim
Mano é um pinguim fora do comum. Enquanto todos buscam seus pares por meio do canto, Mano é desafinado e, quando tenta cantar, só causa dores nos ouvidos de seus colegas. No entanto, ele possui um incrível talento pra dança e sapateado, o que é visto com maus olhos pelos outros. Enquanto sonha em conquistar o coração de Gloria, a melhor cantora entre os de sua espécie, ele suspeita que existam seres afetando seu habitat natural. Mano incita a ira do líder dos pinguins, que o manda para o exílio. Durante sua jornada, Mano enfrentará várias criaturas marinhas até descobrir os verdadeiros responsáveis pelo desequilíbrio da natureza. A versão original merece atenção especial, com as vozes de Hugh Jackman, Nicole Kidman, Brittany Murphy e Elijah Wood, na voz do protagonista.

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.