Super Hiper Mega Banner

Editora Tordesilhas lança nova edição de O Grande Gatsby

O Grande Gatsby é, provavelmente, o melhor romance americano já escrito. A consideração é do próprio autor, F. Scott Fitzgerald, e pode ser lida nas cartas dirigidas a seu editor, Maxwell Perkins, em nova edição da obra, publicada pelo Tordesilhas. Além de recuperar as cartas trocadas entre escritor e editor, o lançamento conta com prefácio de Fitzgerald à edição americana de 1934, posfácio de Alex Gilvarry e cronologia sobre a vida e a obra do autor.
Diferente do que Fitzgerald esperava, O Grande Gatsby teve pouca repercussão na época do lançamento, em 1925, não repetindo o sucesso de seus antecessores, que logo se tornaram best-sellers. Apenas em 1934 o livro ganhou uma segunda edição, na qual o prefácio do autor denuncia sua decepção com a crítica. Para Fitzgerald, o objetivo dos críticos e dos editores era educar o público para apreciar uma obra original, premissa que ele julgava ter sido abandonada nos últimos tempos. Assim, se descreve no prefácio como um soldado solitário.
Apenas após a década de 1950 O Grande Gatsby foi reconhecido como uma obra-prima da literatura norte- americana, tornando-se currículo obrigatório nas escolas. Foi assim que Alex Gilvarry (autor de Nada Além da Verdade, publicado pelo Tordesilhas em 2012) estabeleceu seu primeiro contato com a obra de Fitzgerald, conforme conta no posfácio da presente edição.

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.