Super Hiper Mega Banner

Entrevista com o ator Marcos Veras

*Por Jonatas Soares - Especial para o Daiblog

Marcos Veras é um dos atores que está na nova comédia Vestido pra Casar. Ele conversou com o Daiblog - Diversão * Arte * Informação sobre o longa-metragem, previsto para estrear nos cinemas brasileiros no dia 7 de agosto. Também falou sobre sua carreira e, é claro, sobre o humor.
 
Você atua em vários meios: TV, cinema, teatro, internet e até rádio. Há muitas diferenças no modo de fazer humor para cada um desses?
Há muitas diferenças, mas estão todos interligados. No fim tudo é entretenimento, tudo é comunicação. É claro que quando você vai fazer humor na televisão você tem um limite e uma responsabilidade maior, porque está falando para milhões de pessoas de todas as classes e idades. Na Internet, é bem diferente. Você tem uma audiência muito específica, o cara só assiste quando quer, da forma que quer. E no Teatro é uma mistura dessas duas coisas. É talvez onde você tenha mais liberdade para atuar, para ser comediante. O Teatro é a casa do ator.
Em Vestido Pra Casar e também no canal Porta dos Fundos você contracena com sua mulher, Júlia Rabello. Como é trabalhar com a esposa?
É muito bacana porque a gente se dá muito bem. Claro que, fora de cena, a gente se da muito bem por ser casado há quase 10 anos, mas trabalhar com ela também é muito gostoso. Ela eh uma atriz incrível, a gente se diverte muito. Levamos a sério, mas ao mesmo tempo nos divertimos. E a gente vem fazendo vários trabalhos juntos, sem nem planejar, as pessoas gostam de nos ver juntos e convidam e aí acaba coincidindo.
Você pensa em fazer alguma coisa mais dramática no Cinema no futuro?
Na verdade eu fiz recentemente. É um papel completamente diferente do que as pessoas estão acostumadas a ver, em um filme chamado A Estrada do Diabo  que deve estrear no fim desse ano. Nele eu faço um vilão, um cara completamente sem espaço nenhum para comédia.
Já passou por alguma situação na vida em que uma mentirinha gerou várias confusões como acontece no filme?
Rapaz, graças a Deus não. Eu já menti, mas não isso de acontecer tanta coisa como acontece no filme. Mas é bom que fica de alerta pra gente, pra sabermos que uma mentirinha pode causar tudo aquilo. Porque, mesmo sendo dramaturgia, comédia, mesmo tendo um exagero ali, aquilo pode acontecer na vida real também.

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.