Super Hiper Mega Banner

Crítica do filme Lulu Nua e Crua

Por Jonathas Soares - jonathassoares@daiblog.com.br

O filme Lulu Nua e Crua inicia-se nos mostrando uma entrevista de emprego frustrada, onde a personagem principal explica que há anos não trabalha porque cuidava dos filhos. A partir daí, presenciamos as dificuldades financeiras de Lulu ilustradas em várias outras cenas, como a que recusa um quarto com banheira no hotel porque custaria sessenta euros a mais. Ela, então, tem o seu cartão de crédito sugado por um caixa eletrônico! E o seu celular é destruído por um lunático na praia.
Assim começa a aventura de Lulu, a história do que ocorreria se uma dona de casa, abusada pelo marido, um dia “surtasse” e fugisse de seus filhos e responsabilidades. Nessas suas férias de seu lar e família, ela reencontra o homem que quebrou o seu celular novamente, em um parque de diversões, e eles desenvolvem uma certa estima um pelo outro. Ele e seus amigos excêntricos, então, a acolhem em sua casa, já que a falta de dinheiro a havia forçado a morar na rua. Em breve, os dois engatam um romance. No entanto, esse novo amor é relegado quando sua irmã e filha descobrem o seu paradeiro e, assim, Lulu é obrigada a fugir novamente.
A estrutura do filme é definitivamente não-hollywoodiana, pois um roteiro americano raramente apresenta personagens tão livres, que apenas vivem, mudando o foco da história à medida em que conhecem outros personagens. Hollywood tampouco vê com bons olhos a introdução de personagens importantes depois da primeira metade do filme, como ocorre em Lulu.
Portanto, o filme nos presenteia com um certo frescor inesperado, principalmente para quem está apenas acostumado a assistir a blockbusters americanos. Em Lulu Nua e Crua, testemunhamos o crescimento de uma mulher que, inicialmente sem autoconfiança, liberta-se, alcançando aos poucos a sua autonomia. Não só isso, vemos também como cada personagem e mini-aventura tem uma contribuição essencial para a sua jornada e, com isso, é difícil não torcer por ela.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblog

Veja aqui o trailer do filme Lulu Nua e Crua:

Lulu Femme Nue (França, 2013) Dirigido por Sólveig Anspach. Com Karin Viard, Bouli Lanners, Claude Gensac, Pascal Demolon, Philippe Rebbot, Marie Payen, Solène Rigot...

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.