Super Hiper Mega Banner

Veja vídeos da première de Horas de Desespero

“Eu ainda faço as cenas de ação, menos agora porque quero continuar por aqui o tempo que der”, diz Pierce Brosnan, do longa-metragem Horas de Desespero, previsto para estrear nos cinemas em circuito nacional, nas versões dublada e legendada, no dia 8 de outubro. No badalado tapete vermelho da première do lançamento em Nova York, o ator afirmou que o filme é “um carrossel de emoções”.
“Eu estou muito orgulhoso do trabalho dos irmãos Dowdle, que eu já admirava, porque Horas de Desespero é um carrossel de emoções, um épico sobre uma família com selvagens proporções. É de tirar o fôlego”, disse o ator Pierce Brosnan (007 – Um Novo Dia Para Morrer) no tapete vermelho da badalada première do sufocante thriller de ação que aconteceu em Nova York.
O filme nasceu de mais uma parceria entre o diretor John Erick Dowdle e seu irmão, o produtor Drew Dowdle (Quarentena), logo após uma viagem do diretor e seu pai à Tailândia dois dias após acontecer um violento golpe de estado no país, que estava todo militarizado, mas pacífico. Mesmo assim, o diretor ficou imaginando o que aconteceria se estivesse na mesma situação com a sua própria família, seus filhos e algo mais arriscado acontecesse. Contou ao irmão Drew suas ideias, e os dois escreveram o roteiro a partir da experiência e das inquietudes de John.
Em Horas de Desespero, acontece um violento Golpe de Estado no país do Leste Asiático no mesmo dia em que o executivo americano Jack Dwyer (Owen Wilson, de Meia-Noite em Paris) e sua família desembarcam para uma nova fase de suas vidas. O suspense de ação marca o primeiro papel de protagonista de filme de ação do ator Owen Wilson, que já havia atuado em um filme de gênero com Atrás das Linhas Inimigas, como lembra Brosnan: “Owen pode fazer o que quiser”.
No filme, desesperado para manter a esposa (Lake Bell, de Jogo de Amor em Las Vegas), as duas filhas pequenas e a si próprio em segurança, Dwyer inicia uma frenética e desesperada corrida para escapar dos terroristas e sair do país com vida, o que parece cada vez mais impossível. Até que surgem o aventureiro Hammond (Brosnan) e seu fiel amigo do local, contrário ao golpe, para alimentar alguma esperança – eles conhecem bem o país e o imenso perigo a que estão todos sujeitos.

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.