Super Hiper Mega Banner

Crítica: Batman vs Superman, de fã para fã

Por Leonardo Resende - hashtagcinema@daiblog.com.br

Quando Christopher Nolan assumiu a produção de O Homem de Aço, lançado em 2013, provavelmente não tinha noção dos objetivos que Zack Snyder queria alcançar. No mesmo ano, após o lançamento da versão repaginada do Superman, Snyder confirmou uma sequência em que o herói da capa vermelha enfrentava Batman. Batman Vs Superman: A Origem da Justiça, que estreia hoje, vai tirar suspiros e alívios dos fãs que esperam o vindouro filme da Liga da Justiça.


Com sutileza, Snyder intercala os eventos de O Homem de Aço com este novo longa, colocando a percepção de Bruce Wayne, alter-ego de Batman (interpretado por Ben Affleck) na destruição de Metropólis. A discussão levantada pelo filme, escrito com primor por Chris Terrio, é a seguinte: O mundo necessita de um salvador? Como seus atos do filme anterior poderiam ser justificados?


David Goyer, que tinha assinado o roteiro do longa-metragem anterior, abandona o cargo nas mãos de Terrio. O Homem de Aço já continha um teor reflexivo, porém em Batman Vs Superman, os personagens do novo roteirista apresentam ambições transparentes. Enquanto Lex Luthor se reprime de maneira assustadora por ser inferior ao kriptoniano, Bruce Wayne é o lado oposto. Sua simplicidade como humano dá combustível para a batalha entre os dois super-heróis.


Além da construção rasa de personagens, o primeiro filme e tinha uma câmera às vezes esquizofrênica e sentimental - com simulações de A Árvore da Vida. Isso foi substituído pelas tradicionais tomadas lentas de Snyder. Com um apelo visual excepcional, o diretor não economizou nas referências dos quadrinhos e faz uma abertura com estilo de Watchmen (última adaptação do cineasta antes do Homem de Aço).


Enquanto os novos coadjuvantes como Gal Gadot e Jesse Eisenberg, como Mulher-Maravilha e Lux Luthor, respectivamente, aumentam a qualidade o filme, Amy Adams e Henry Cavill permanecem os mesmos. O destaque nessa sequência é o Homem-Morcego. Ben Affleck adiciona ao filme o Batman necessário e definitivo. Nos quadrinhos, o herói é sinônimo de medo, fator nunca visto em nenhum filme anterior. O tom da sua aparição é tão sombria que um personagem o vê como um demônio. Característica excelente que entra em contraste com os ideais positivos de Clark Kent.


Batman Vs Superman realmente não era aquele filme que todo fã esperava. Ele vai além. Assim como O Homem de Aço, vai dividir o público e se destacar entre outros filmes de heróis que são "coloridos" e que só merecem ser vistos uma única vez. Snyder fez um filme de um fã para os fãs.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblogDaiblog

Veja aqui o trailer do filme Batman vs Superman:

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.