Super Hiper Mega Banner

Oswaldo Montenegro dirige O Perfume da Memória

Realizado sem patrocínio, com recursos do próprio diretor, O Perfume da Memória foi rodado em 5K (câmera Red Epic) em algumas locações no Rio de Janeiro: Arpoador, Lagoa Rodrigo de Freitas, uma casa no Alto da Boa Vista e a galeria de arte Dom Quixote; e em São Paulo, no Teatro Dias Gomes.
Fotos: Neto Favaron/Divulgação

O filme conta com interpretações viscerais de Amandha Monteiro e Kamila Pistori e é narrado pelo próprio Montenegro, que, através de textos e canções, conduz o espectador ao longo do enredo. Duas musicistas, a flautista Madalena Salles e a violoncelista Janaína Salles, permeiam e ligam as cenas, reforçando o aspecto poético e lúdico do longa-metragem, como se fossem a alma das personagens.


O Perfume da Memória tem como tema o conflito entre a razão e o desejo, partindo da premissa de que toda escolha é uma renúncia e o preço mais caro é ser obrigado a escolher. Duas mulheres (Ana e Laura), que esperam coisas completamente diferentes do amor, acabam se conhecendo por iniciativa de uma delas, gerando uma infinidade de encontros e desencontros radicais. Ana detém um segredo que pode aproximar ou afastar as duas. Uma afinidade mágica ameaçada pelas circunstâncias.

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.