Super Banner

Premiado filme Big Jato estreia em junho

O longa Big Jato é o rito de passagem da juventude que tem a poesia como a sua luz guia, e a prosa como sua base. O momento da verdade entre a verdade áspera, bruta de um pai econômico e a suavidade anárquica de um tio mimado: limpar o mundo de sua merda ou provocar a liberdade? Através das lentes de seus óculos pesados e seus poucos 15 anos, Xico premedita a oportunidade de seu futuro dentro de um chapéu de uma cidade que flutua no tempo. E é assim que, ao dirigir Big Jato, Claudio Assis deixa a poesia estourar, a partir de um filme que não se conforma.


O filme é ambientado na chapada do Araripe, entre os Estados do Ceará e Pernambuco. Big Jato conta a história de Francisco (Matheus Nachtergaele), o Velho, 49 anos, o homem que fez fortuna com aquilo que a humanidade mais tem nojo e despreza: dejetos, fezes, sobras, lixo. Na boleia do Big Jato, seu caminhão limpa-fossas, Francisco e o seu filho adolescente Xico (Francisco de Assis Moraes) mantêm um diálogo, na maioria das vezes em tom estranhamente poético, sobre o trabalho que fazem e refletem sobre a sujeira humana como fator de igualdade entre as pessoas.


Google+