Super Hiper Mega Banner

18º Fica - Realidade virtual registra desastre em Mariana

*Por Michel Toronaga, da Cidade de Goiás - micheltoronaga@daiblog.com.br

O 18º Fica - Festival de Cinema e Vídeo Ambiental, que acontece até 21 de agosto, na Cidade de Goiás (a 386 km de Brasília), começou com a exibição do curta-metragem Rio de Lama, do visionário cineasta e multi artista Tadeu Jungle. Entusiasta tecnológico, ele fez um desafiador filme captado em 360º, que pode ser visto de uma forma moderna e imersiva com o uso da realidade virtual.

Rio de Lama
Jungle esteve em Bento Rodrigues, cidade que foi completamente destruída depois que a barragem em Mariana (MG) rompeu, no dia 5 de novembro de 2015.  Ao conversar com os antigos moradores, o cineasta fez um relato dramático das lembranças de quem vivia num lugar que hoje abriga apenas lama e destroços. A captação das imagens em todos os ângulos possíveis não foi gratuita e proporciona uma visão ampla e realista da dimensão da tragédia. Algo que só poderia ser vivenciado realmente por quem esteve lá.

Cineasta Tadeu Jungle Foto: Aline Arruda

A sessão na abertura foi exibida na tela do Cinemão, mas o público também pôde assistir ao curta Rio de Lama com os óculos de realidade virtual disponíveis no Cinemão. Conectados em celulares, eles proporcionam a experiência completa - e assustadora - de ver os escombros e os sonhos soterrados de várias pessoas vítimas da ganância e despreparo da mineradora.

Público presente na abertura. Foto: Aline Arruda

"O filme, sobre o maior desastre ambiental do Brasil, foi chocante. E o Fica tem esse papel de provocar", comentou Raquel Teixeira, secretária de Estado da Educação, Cultura e Esporte da Secretaria de Educação do Estado de Goiás. O discurso do cineasta Tadeu Jungle foi interrompido pela presença de dezenas de estudantes, que fizeram um protesto com cartazes contra o presidente interino Michel Temer. Após a manifestação, o grupo saiu e Jungle pôde concluir sua apresentação e exibir Rio de Lama.

Cobertura 18º Fica. Leia também:
Festival traz cinema e natureza andando juntos
Cineastas mostram produção local na Mostra ABD

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.