Super Banner

Crítica: O drama e as cores de Julieta

*Por Clara Camarano - Especial para o Daiblog 

Após a última e instigante comédia Os Amantes Passageiros (2013), Pedro Almodóvar ousou mais uma vez em seu recente filme. O novo longa-metragem, Julieta, transformou os contos da premiada escritora canadense Alice Munro em uma obra com “as cores de Almodóvar”.


A delicadeza e mistérios do universo feminino, a sensibilidade que conduz o enredo, o elenco impecável e o típico contraste das fortes cores são traços que retratam bem o universo do cineasta espanhol. Mais uma vez eles estão presentes nesta nova produção, embora o filme inove no roteiro, muito diferente de Fale Com Ela, A Pele Que Habito, Os Amantes Passageiros, dentre tantos outros. Afinal, a cada filme de Almodóvar suas temáticas existenciais ganham novo fôlego, que mexem com o espectador e o faz sair balançado do cinema.


No novo longa-metragem, em foco está Julieta, uma mulher que vive em Madri com seu marido pescador Xoan e com sua filha Antía. Após um acidente traumático na família, estas mulheres começam a sofrer em silêncio e acabam se separando pela dor. Julieta passa boa parte de sua vida procurando a filha. Ao se encontrar com o acolhedor Lorenzo, ela começa a tentar remendar sua vida cheia de traumas.


Em uma sequência não-linear, a história começa com Julieta em sua fase mais velha relembrando de sua história, Almodóvar acerta no roteiro penetrante. Outro fator que contribui para o sucesso é a interpretação dos atores. No papel da Julieta mais nova está a bela e brilhante Adriana Ugarte, atriz que consegue passar a emoção e a complexidade exigidas pela protagonista. Em sua fase mais velha, Emma Suárez mantém o tom e também dá conta do recado.


Como o marido pescador, Xoan, Daniel Grao banca bem o galã. Na turma de rostos repetidos, o argentino Dario Grandinetti (de Fale com Ela) interpreta Lorenzo e Rossy de Palma mais uma vez arrebenta na pele de Marian, uma empregada sinistra capaz até de dar um tom de terror a trama. Um filme imperdível, que deixa um gostinho de quero mais no final.
Cotação do Daiblog: DaiblogDaiblogDaiblogDaiblog

Veja aqui o trailer do filme Julieta:

 
Google+