Super Banner

Entrevista com o ator Jesuíta Barbosa

*Por Michel Toronaga - micheltoronaga@daiblog.com.br

Revelação do cinema nacional, Jesuíta Barbosa é o tipo de artista que parece escolher muito bem seus papéis. Talentoso e camaleônico como todo ator deveria ser, ele consegue interpretar os mais diferentes personagens com uma naturalidade que impressiona. Tem feito uma série de importantes filmes e seletos trabalhos na televisão, dos mais variados gêneros. Na entrevista a seguir, ele conversa com o Daiblog - Diversão * Arte  * Informação sobre Jonas, longa-metragem que ele protagoniza e que está em cartaz nos cinemas.

Foto: Estevam Avellar


Tem uma frase que diz que o inferno está cheio de boas intenções. Jonas é um rapaz bom que acabou fazendo coisas erradas. Como você define a personagem?
Meu intento é poder questionar com essa personagem o ideal de bom e mau. Jonas é um desvio desses caminhos, que sempre são cheios de dogmas e preceitos criados pela sociedade. Um desvio que a narrativa ilustra a anarquia que é o rapaz não aceitar o destino e embarcar, irresponsavelmente, numa paixão de carnaval.


Como foi contracenar com nomes da música como Criolo e Karol Conka?
A coisa mais linda foi poder ter essa representatividade no projeto. Os meninos chegam com uma força que só a música pode trazer, só o tempo do som e da revolução. Muito carinho por Criolo e Karol.

O que te atraiu no papel?
Atrai o olhar novo de um menino se percebendo adulto. Atrai o retorno do passado, na forma de uma antiga paixão, que faz a ingenuidade se transformar rapidamente em perigo.


Jonas é da periferia de São Paulo e você é de Pernambuco. Como você se preparou para viver o personagem?
Trouxe de lá minha ingenuidade e meninice, com a descoberta de um novo estado e uma grande cidade como São Paulo. Eu aproveitei essa descoberta para criar uma instabilidade na personalidade de Jonas.

Quais são seus futuros projetos?
Quero filmar em Fortaleza. Trabalhar com amigos antigos.
Google+