Super Hiper Mega Banner

Crítica: Dominação é prejudicado pela falta de imaginação

*Por Michel Toronaga - micheltoronaga@cine61.com.br

Você pode não aguentar mais filmes com histórias de possessão demoníaca. Assim como zumbis, essa temática está mais do que saturada no cinema. Mas é sempre possível se surpreender com algum lançamento que inove ou acrescente alguma coisa diferente do que já é repetida à exaustão em inúmeros lançamentos. É com essa esperança que o público pode sair de casa para ver Dominação.


O resultado, porém, mira no gol e bate na trave. Há detalhes interessantes, mas eles acabam enfraquecidos diante de clichês e situações que simplesmente não causam medo - o que é um pecado para um filme de terror. Na trama, Cameron (David Mazouz, o Bruce Wayne da série Gotham) é um menino possuído por uma entidade maligna. Nenhum médico ou exorcista consegue salvar o menino. É aí que entra Dr. Ember (Aaron Eckhart, de Sem Reservas, Batman: O Cavaleiro das Trevas).


Ember consegue enfraquecer o coisa ruim e faz isso de dentro pra fora, entrando na mente na pessoa que está possuída e fazendo com que ela desperte do transe. Esse é um dos diferenciais curiosos da premissa. Longe de água benta e rezas, toda a explicação é um tanto quanto científica. E a equipe de Ember conta com equipamentos que monitoram sua energia e pulsação. A ideia lembra um pouco o conceito de A Cela, ou melhor, Dreamscape - A Morte nos Sonhos, de 1984.


Dominação não consegue ser um bom filme pela limitação criativa do roteiro de Ronnie Christensen (que escreveu o bom Passageiros, em 2008). Assim como A Origem, falta imaginação para se fazer coisas surreais no âmbito do subconsciente. Por isso, um universo fértil que poderia ser completamente surreal e imprevisível (como nos filmes A Hora do Pesadelo ou na animação Paprika), se restringe à locações realistas e sem graça. Desanimador.
Cotação do Cine61: Cine61Cine61

Veja aqui o trailer do filme Dominação:

 

Incarnate (EUA, 2016) Dirigido por Brad Peyton. Com Aaron Eckhart, Clarice van Houten, Catalina Sandino Moreno, David Mazouz, Keir O'Donnel, Matt Nable, Emily Jackson, Paul Vicent O'Connor...

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.