Super Banner

Perfil: O talento do veterano documentarista Vladimir Carvalho

Vladimir Carvalho mora em Brasília desde os anos de 1970, depois de longa atividade no Rio de Janeiro, onde foi colaborador de Eduardo Coutinho, Arnaldo Jabor e Geraldo Sarno. Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal da Paraíba. Professor Emérito da Universidade de Brasília (UnB), teve participação direta na formação do movimento cinematográfico da cidade.

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Seu primeiro longa-metragem, O País de São Saruê (1971), permaneceu nove longos anos interditado pela censura e só liberado no período da anistia e da redemocratização do país. É autor ainda de O Evangelho segundo Teotônio, Conterrâneos Velhos de Guerra, Barra 68- Sem Perder a Ternura, O Engenho de Zé Lins, Rock Brasília, entre outros. Quase todos os seus filmes foram alvo de prêmios e distinções, sendo detentor de três Margaridas de Prata, outorgadas pela CNBB aos filmes Pedra da Riqueza e O Evangelho Segundo Teotônio e Conterrâneos Velhos de Guerra

Cineasta entrevistando Renato Russo. Cena de Rock Brasília
O seu documentário, Rock Brasília – Era de Ouro, conquistou no Festival de Paulínia 2011 o prêmio de Melhor Filme em sua categoria. É um dos fundadores do Pólo de Cinema e Vídeo de Brasília e dirige a Fundação Cinememória, que tem por objetivo a preservação da memória audiovisual no Distrito Federal. Em 2016 conclui o seu filme Cícero Dias - O Compadre de Picasso cuja produção se iniciara em 2013.
Google+