Super Hiper Mega Banner

Mostra Jean Cocteau: O Testamento de um Poeta

Cineasta, poeta, dramaturgo, romancista, libretista, designer e ator, Jean Cocteau pode ser considerado uma dos maiores artistas da história. Transitando entre várias artes o francês uniu o que havia de moderno àquilo que era clássico e criou um novo jeito de se expressar. A maestria de Cocteau estará presente na capital com a mostra Jean Cocteau: O Testamento de um Poeta, que acontece de 22 de março a 17 de abril no Centro Cultural Banco do Brasil de Brasília (CCBB-DF).

O Testamento de Orfeu
Com curadoria de Paulo Ricardo Gonçalves de Almeida, a programação inclui uma retrospectiva da obra cinematográfica do diretor francês, com seis longas-metragens, quase todos em formato 35 mm, e traz ainda títulos com os quais ele colaborou e outros que foram inspirados em seu trabalho. Além de dois documentários sobre o realizador.

O Sangue de Um Poeta
Ao total, a sala de exibição do CCBB-DF recebe 23 títulos. Entre eles estão grandes clássicos do cinema mundial que contaram com a contribuição de Cocteau: na direção, como em A Bela e a Fera e O Testamento de Orfeu; no roteiro, como em Les Enfants Terribles, baseado em um romance homônimo seu; em suas peças, como em O Belo Indiferente, dirigido por Jacques Demy, e O Amor, de Roberto Rossellini; nos diálogos, como em As Damas de Bois de Bologne, de Robert Bresson.

Hiroshima Meu Amor
A influência que o cineasta francês teve em vários realizadores também pode ser conferida na programação com a presença de curtas raros como The Hearts of Age, dirigido em parceria por Orson Welles e William Vance; e de filmes que não precisam de apresentação, como Hiroshima, Meu Amor, de Alain Resnais; Os Incompreendidos, de François Truffaut e Os Guarda-Chuvas do Amor, de Jacques Demy, entre outros.

Os Guarda-Chuvas do Amor
Além das exibições, a mostra Jean Cocteau: O Testamento de um Poeta realiza um debate sobre o cineasta com pesquisadores e professores Denilson Lopes e Adalberto Muller. A conversa com os especialistas será traduzida em libras e acontece na quinta-feira, dia 13 de abril, às 20h e os ingressos serão retirados através de senhas distribuídas a partir das 19h na bilheteria do CCBB-DF. A mostra conta ainda com uma sessão inclusiva, com audiodescrição, do grande clássico francês Os Incompreendidos, dirigido por François Truffaut, no dia 06 de abril, às 18h. Veja a programação completa no site do CCBB.

Mostra Jean Cocteau: O Testamento de um Poeta
CCBB Brasília – SCES Trecho 2 – Brasília/DF
Tel.: (61) 3108-7600
De 22 de março a 17 de abril
Valor: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)
Os ingressos para os filmes estarão disponíveis para venda na bilheteria do CCBB no dia da sessão Os ingressos para o debate, que acontece no dia 13 de abril, serão retirados através de senhas, distribuídas uma hora antes do início (sujeito a lotação)

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.