Super Hiper Mega Banner

Esta semana começa o Festival Internacional de Filmes Curtíssimos

O principal desafio do realizador de um curta-metragem é comunicar-se em pouco tempo. Quando a duração é limitada, diretores e equipe são instigados a encontrar soluções criativas para passar seu recado – seja uma abstração audiovisual, uma breve narrativa ou um pequeno documentário. Ao longo de sua trajetória, o Festival Internacional de Filmes Curtíssimos trouxe para Brasília uma amostra de como esse desafio é encarado por criadores brasileiros e estrangeiros, constituindo-se, com o passar das edições, num abrangente e diversificado panorama da produção curta-metragista contemporânea.

Mindenki, de Kristóf Deák
Em 2017, o evento chega com programação ampliada e novo nome. De 20 a 23 de abril, o Lobo Fest – 9º Festival Internacional de Filmes Curtíssimos ocupa o Cine Brasília com 185 produções nacionais e internacionais distribuídas em duas mostras competitivas e nove paralelas com curtíssimos, curtas e longas-metragens. Realizado com patrocínio do FAC - Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria de Cultura do Distrito Federal, o Lobo Fest integra as comemorações oficiais do aniversário de Brasília. Todas as sessões têm entrada franca. 

Um Grande Silêncio, de Julie Gourdain
Entre as novidades deste ano estão as mostras Competitiva Curtíssimos de Animação, antiga demanda de participantes do festival; NY Portuguese Short Film Festival, com um recorte do novo cinema português (entre eles, Os Cravos e A Rocha, sobre a passagem de Glauber Rocha por Portugal em plena Revolução dos Cravos); Veias Abertas, com dois longas-metragens colombianos; Do Outro Lado do Espelho, com três curtas franceses dois argentinos e um mexicano dirigidos por mulheres sobre questões do universo feminino; Magia e Encantamento, com animações francesas para assistir em família; e MUMIA - Mostra Udigrudi Mundial de Animação, projeto de Belo Horizonte que, via Lobo Fest, chega a Brasília. 

Adama, de Simon Rouby
A elas juntam-se sessões tradicionais do festival, como as mostras Narrativas Ousadas, Animamundo, Narrativas do Mundo, Curtas de Brasília e Competitiva Nacional de Curtíssimos. Na noite de abertura, será exibido Mindenki, dirigido por Kristóf Deák, curta-metragem húngaro vencedor do Oscar em 2017. O evento vai de 20 a 23 de abril, no Cine Brasília (EQS 106/107 Sul). Entrada franca. Confira programação completa, sinopses e classificação indicativa dos filmes em lobofest.com.br.

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.