Super Banner

Estrelado por uma vaca, estreia o longa Animal Político

Uma vida confortável numa grande cidade, com família e amigos queridos, uma rotina de compras, restaurantes e academia, até que, às vésperas do Natal, um vazio toma conta e a vida passa a não fazer sentido. Esse mote pode ser mais do que um roteiro de um filme, como também um resumo da vida de muita gente. Mas o que é bem mais inusitado nessa história é que a crise em questão é vivida por uma vaca, a protagonista do filme Animal Político, de Tião, distribuído pelo Projeto Sessão Vitrine Petrobrás, estreia ​dia 8 de junho.​ 


O filme bem-humorado e irônico é o primeiro longa-metragem do diretor pernambucano, que já foi premiado na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes pelos curtas Muro (de 2008) e Sem Coração (de 2014). "Pensar no que é a vaca passa por uma questão social clara e básica. Como a gente é uma coisa só, uma só espécie e, ao mesmo tempo, pode ser tão separado? Queria falar de uma entidade humana, torná-la a mais ambígua que eu conseguisse", explicou o diretor, durante participação no Festival de Tiradentes em 2016.


Rodado entre 2010 e 2013, em Pernambuco e na Paraíba, o filme traz a vaca como uma representação da humanidade, da sua necessidade material e de estar cercada de pessoas e, ao mesmo tempo, o sentimento de solidão e infelicidade que a cerda. "Coloquei essa vaca para que as pessoas olhassem as banalidades das nossas situações com algum distanciamento", disse o diretor em entrevista à Folha de S.Paulo. Além de Cerveja, o nome real da vaca protagonista, o filme contou com trabalho fundamental do elenco, que deu “voz" aos personagens. Entre eles, o ator Rodrigo Bolzan, que foi o responsável por “dar vida" aos pensamentos do animal.
 
Google+