Super Hiper Mega Banner

Fala Comigo e a busca por contatos humanos

“O que você faz quando ninguém está olhando?”. Essa é a premissa do drama familiar Fala Comigo, primeiro longa de Felipe Sholl. Estrelado por Denise Fraga, Emílio de Mello, Karine Teles e Tom Karabachian, o longa parte da ideia de que hoje se vive numa época em que as relações humanas mudam rapidamente, tornando cada vez mais fácil entrar em contato com alguém, mas cada vez mais difícil transformar este contato em algo profundo e significativo.


Os personagens do filme têm em comum o fato de estarem sempre em busca de contato humano, ainda que o façam de maneira incomum. Diogo (Tom Karabachian) é um adolescente de 17 anos que cria o hábito de ligar para as pacientes da mãe, que é psicóloga. É dessa maneira que conhece e se apaixona por Ângela (Karine Teles), de 43 anos, que acabou de ser abandonada pelo marido. Para viver o romance, eles precisam encontrar uma maneira de driblar os obstáculos, que vão desde a diferença de idade até o preconceito de amigos e familiares.


O roteiro de Fala Comigo foi desenvolvido há mais de dez anos, quando Felipe Sholl ainda não pensava em dirigir. O que era para ser o projeto de conclusão de curso do diretor acabou virando seu primeiro longa-metragem. Em 2006, o projeto foi selecionado para o Laboratório Sesc Rio de Roteiros para cinema, da Carla Esmeralda (atualmente Laboratório Novas Histórias), e um dos consultores, Jonathan Nossiter, incentivou Felipe a dirigir o próprio roteiro. Com produção de Daniel Van Hoogstraten, o roteiro de Fala Comigo foi selecionado para o Talent Project Market, do Festival de Berlim, em 2009; para a Residência da Cinéfondation, do Festival de Cannes, em 2011; e para o BAL (Buenos Aires Lab, do BAFICI, Festival de Cinema Independente de Buenos Aires), em 2012, e filmado no Rio de Janeiro em outubro de 2015.
 

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.