Super Hiper Mega Banner

Mais macabro, Annabelle 2 irá tirar seu sono

A história, pasmem, é real. Fato que a torna ainda mais macabra. Estamos falando de Annabelle, uma boneca possuída pelo mal que teve seu primeiro relato em 2013, no filme Invocação do Mal. Logo após, em 2014, a boneca demoníaca foi retratada de forma solo na produção que levou seu nome: Annabelle, dirigida por John R. Leonetti. Quem assistiu ao primeiro filme sabe que ali tínhamos um casal de protagonistas que, com a chegada da primeira filha, compra para ela uma boneca sem saber  que a mesma acabaria com a vida dos três dali para frente.


No entanto, o longa-metragem não agradou tanto os espectadores por não ter uma linha narrativa que levasse ao verdadeiro assombro. Desta vez nas mãos de David F. Sandberg, de Quando as Luzes se Apagam, a pegada é outra. O diretor acertou ao assumir Annabelle 2 - A Criação do Mal. O filme de 1h50 tem uma conduta crescente atraente e não é uma sequência do primeiro. Embora a boneca volte muito mais aterrorizante (ela ganhou até formas maiores e olhos mais bizarros), a sinopse gira em torno do casal Samuel (Anthony LaPaglia) e Esther Mullins (Miranda Otto) que, ao contrário do primeiro filme, perde uma filha ainda muito nova em um brutal acidente.  


Samuel é artesão de bonecas e guarda em sua casa Annabelle, trancada no quarto da então falecida filha. Após a tragédia, eles acolhem dezenas de meninas e uma freira em sua misteriosa moradia rural, que vira um orfanato. É quando começa o pesadelo, já que as crianças incitam o espírito do mal de Annabelle junto com a perturbadora presença da filha, que retorna deformada. As pequenas assumem então o protagonismo ao perceberem que há algo de errado na casa. Seja por Esther, que vive trancada dentro de um quarto sem acesso, seja pelo semblante maléfico de Samuel e, mais ainda, por serem vetadas de entrar no quarto da menina já morta. 


Aliás, vale destacar a brilhante interpretação de Talitha Bateman e Lulu Wilson. Elas ganham a história como Janice e Linda, órfãs e irmãs de alma que prometem sempre continuar juntas. Na sequência de mistério acentuada pelos cenários frios, figurinos esplêndidos, tomadas de close-up e trilha contaminante, o susto não é grátis. Ele é conduzido e provoca agonia, especialmente nos 20 minutos finais, quando não há tempo para respiro. Apenas para Annabelle, que só consegue ser espantada pela luz. O que falta, no entanto, é justamente a luz. 
Cotação do Cine61: DaiblogDaiblogDaiblog

*Por Clara Camarano - contato@cine61.com.br

Veja aqui o trailer do filme Annabelle 2:






Annabelle: Creation (EUA, 2017) Dirigido por David F. Sandberg. Com Stephanie Sigman, Miranda Otto, Lulu Wilson, Anthony LaPaglia, Talitha Bateman, Alicia Vela-Bailey...

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.