Super Hiper Mega Banner

Mostra gratuita Itaú Cultural 30 Anos de Cinema Brasileiro

A Mostra Itaú Cultural 30 Anos de Cinema Brasileiro exibe 36 filmes, que representam um panorama de ficções, documentários e animações realizados nas últimas três décadas. A seleção contempla obras da geração de diretores paulistas dos anos 1980, como A Dama do Cine Shangai, 1987, de Guilherme de Almeida Prado; passa pela retomada com Carlota Joaquina – Princesa do Brazil, 1995, de Carla Camurati; apresenta grandes bilheterias como 2 Filhos de Francisco, 2005, de Breno Silveira; destaca as animações com o premiado O Menino e o Mundo, 2014, de Alê Abreu. Entre os documentários estão filmes como Santo Forte, 1999, de Eduardo Coutinho, e Martírio, 2016, de Vincent Carelli. Questões sempre latentes na sociedade brasileira, como gênero, racismo e direitos indígenas, estão presentes em Serras da Desordem, 2006, de Andrea Tonacci, A Paixão de JL, 2014, de Carlos Nader e Branco Sai, Preto Fica, 2014, de Adirley Queirós.

Tatuagem será exibido na mostra
A programação se estende de 10 a 16 de agosto nas salas dos espaços Itaú de Cinema nas capitais de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul e Bahia, além do Distrito Federal. Está programada, também, a exibição de quatro títulos online no Canal do Itaú Cultural (http://www.itaucultural.org.br/explore/canal/), entre os dias 6 e 16 de agosto. Anjos da Noite, de Wilson Barros, a partir do dia 6; Santo Forte, de Eduardo Coutinho, a partir do dia 7; A Negação do Brasil, de Joel Zito Araújo, a partir do dia 8; e Ela Volta na Quinta, de André Novais Oliveira, a partir do dia 9. São lançados sempre às 21h e permanecem online e na íntegra até o final da mostra, em 16 de agosto.


Martírio, de Vincent Carelli
Em 11 dias de programação nestas seis cidades e pela internet, o público terá a possibilidade de rever 36 filmes, representando 30 anos de produção nacional, em um total de 335 horas de cinema brasileiro, o equivalente a mais de 20 mil minutos somados em 198 sessões gratuitas. A curadoria é uma parceria de Adhemar Oliveira, diretor de programação da rede Espaço Itaú, e o Núcleo de Audiovisual e Literatura do instituto. “Não se trata única e exclusivamente de uma seleção de melhores filmes, mas , principalmente, de obras representativas de movimentos estéticos, ciclos econômicos, de produções independentes até as de grande orçamento, filmes que apresentam temáticas importantes de serem debatidas e que marcaram a história do cinema nacional”, observa Claudiney Ferreira, gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura do Itaú Cultural. 
O Menino e o Mundo
“Vários recortes podem ser montados a partir das experiências gravadas por homens e mulheres sobre as histórias, reais ou fictícias, que marcaram época”, observa Oliveira. “Escolhemos uma seleção que, a nosso ver, dá uma panorâmica sobre a cinematografia brasileira, que também colocamos no mercado durante os últimos 30 anos”, conclui.

SERVIÇO 
Mostra Itaú Cultural 30 anos de cinema brasileiro 
De 10 a 16 de agosto: Nas salas do Espaço Itaú de Cinema SP (Augusta) / RJ / DF / CUR / POA / SAL 
Horários e faixa etária diversos (consultar programação) 
Entrada gratuita 
A partir das 21h do dia 6 de agosto, em exibições online até a 16 de agosto: Canal Itaú Cultural (http://www.itaucultural.org.br/explore/canal/)

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.