Super Hiper Mega Banner

A escravidão é horror em O Nó do Diabo

Mais um exemplar do terror feito no Brasil, O Nó do Diabo representou o gênero no 50º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. Pensado como uma minissérie, o filme foi dirigido por Ramon Porto Mota, Gabriel Martins, Ian Abé e Jhésus Tribuzi. Os cineastas dividiram-se nos cinco fragmentos que formam o longa-metragem. Uma estrutura que lembra um pouco a série American Horror Story, no sentido de todas as tramas serem praticamente num mesmo local, porém em períodos diferentes.


Atravessando séculos, o roteiro apresenta histórias de violência contra os negros - desde o primeiro segmento, que é contemporâneo, até o último, que se passa no período da escravidão. A ideia, que fica bem óbvia, é mostrar como a herança da desigualdade do passado reverbera até os dias atuais. O ator Fernando Teixeira interpreta Vieira, o dono da fazenda que comete inúmeras atrocidades em todos os episódios. Onipresente, ele transmite a ideia do coronelismo e de como a elite branca se mantem no poder, reproduzindo anos e anos de injustiças.


A ideia de O Nó do Diabo é bem interessante, assim como as histórias, no geral. Contudo, como longa, torna-se um tanto cansativo especialmente pela  falta de equilíbrio. Enquanto algumas histórias são ótimas, outras não se destacam tanto. Com isso, o resultado fica irregular. Vale a pena destacar o segundo trecho, que segue uma estrutura típica e certeira dos filmes de terror. Ambientado nos anos 70, mostra um casal que busca emprego e encontra um pesadelo.


O filme funciona mais por sua crítica social do que como uma produção de horror. Apesar dos esforços da trilha sonora e alguns momentos sanguinolentos, a oscilação entre os capítulos prejudica o clima de tensão que é esperado. A figura verdadeiramente aterrorizante, uma fantasma de olhos vermelhos, aparece pouco e poderia ser melhor explorada. Ainda assim, O Nó do Diabo merece crédito por costurar as histórias e fazer pensar nesta forma de terror da vida real.
Cotação do Cine61DaiblogDaiblog

*Por Michel Toronaga - 
micheltoronaga@cine61.com.br


Veja aqui o trailer do filme  O Nó do Diabo:

Nenhum comentário

Todos os comentários do Cine61 são moderados por nossa equipe. Mensagens ofensivas não serão aprovadas. Obrigado pela visita!

Tecnologia do Blogger.